Ricardinho critica Hulk por cobrar Cuca publicamente: ‘Espaço se conquista jogando bem’

Atacante do Atlético quer sequência na equipe; Cuca lembrou ter outros no elenco que também precisam jogar

Eder Bahúte
Colaborador do Torcedores.com.

Crédito: Reproducao/SporTV

Ex-jogador e hoje comentarista do SporTV, Ricardinho reprovou a atitude de Hulk ao cobrar Cuca uma sequência de jogos no Atlético. Logo após a vitória sobre o Athletic, pelo Campeonato Mineiro, o atacante do Galo demonstrou publicamente toda a sua insatisfação com os poucos minutos dados pelo técnico.

Na visão de Ricardinho, Hulk criou um clima desnecessário ao expor o cenário de forma pública. Para ele, é um tema que poderia ter sido resolvido em uma conversa íntima entre os dois.

“Pela vivência que tenho do futebol, posso te falar que esta é uma situação que poderia ter sido evitada. Uma conversa interna, se o jogador entende ter esta ideia, converse com o treinador e resolva. Não precisa expor uma situação como esta, pois você acaba gerando um fato novo. No futebol, o que dá espaço para o atleta ter sequência é o rendimento dele. A maior reinvindicação que um jogador pode ter é atuar bem. Quando ele não consegue render, principalmente quando se tem outras opções no setor, é difícil para o treinador insistir”, opinou Ricardinho.

“Não estou dizendo que o Hulk esteja errado, acho até que se ele tiver uma sequência pode melhorar física e tecnicamente. Agora, esta conversa não pode ser através da imprensa. Você cria um foto novo, uma situação de confronto e o treinador fica desconfortável. É um clima desnecessário, sem necessidade. Quando o jogador percebe que não é a performance que escala a equipe, você perde o grupo. Sempre precisa prezar pela qualidade, independentemente das situações. Futebol se conquista espaço jogando bem. Futebol é rendimento e escalação. A reinvindicação têm que vir através do rendimento. Rendeu? Não há treinador que vai tirar o jogador”, completou.

Contratado em janeiro, Hulk realizou até aqui nove jogos com a camisa do Atlético. Até o momento, anotou apenas um gol. Em seu início no Galo, atuou mais aberto pela direita. Neste sábado, foi testado na função de centroavante e ficou em campo os 90 minutos.

“A sequência de minutos é uma coisa recíproca. Você dá essa sequência de minutos, quando o jogador te dá todo o respaldo. Não que ele não esteja dando respaldo, mas eu tenho junto dele o Savarino que joga por ali, o Savinho, o Sasha, o Vargas… São disputas que ocorrem. Tento ser o mais correto possível com todos, mais coerente também”, disse Cuca.

LEIA MAIS: