Dedé entra com liminar na segunda instância para rescindir com o Cruzeiro

Zagueiro teve recurso negado em primeira instância; processo teve laudo sobre condições de treinador de jogador foi anexado a ação contra Raposa

Victor Martins
Um homem que acredita ser jornalista, escritor e 'chato'. Decidam vocês qual será a opção escolhida.Formado na Universidade Metodista de São Paulo. No Torcedores desde 2016 ou algo parecido.

Crédito: Divulgação/Cruzeiro

Dedé fará mais uma tentativa de rescindir seu contrato com o Cruzeiro e tentar a contratação por uma nova equipe. De acordo com o Globoesporte.com, o zagueiro entrou com pedido de liminar em segunda instância para quebrar o vínculo com a Raposa.

O pedido aconteceu após uma tentativa inicial de conseguir a rescisão foi recusado na primeira instância. O caso ganhou novos capítulos após a divulgação de um lado de perícia médica feito com o jogador e que indicaria que este estaria ‘apto para treinar’.

A perícia fora pedida devido ao recurso do Cruzeiro que reverteu a decisão inicial, concedida em favor de Dedé. Nela, o clube afirmava que o zagueiro não poderia trabalhar por estar ainda se recuperado de lesão e que vinha recebendo benefícios previdenciários. O atleta passou por exames, que deram o resultado de que ele poderia treinar e o resultado de treinamentos indicaria se poderia voltar a jogar ou não.

Quem chega e quem sai dos clubes?

 

A defesa do zagueiro anexou os documentos do laudo ao pedido da primeira instância. A liminar foi negada porque a Justiã pediu que esta fosse remetida à segunda instância, onde existe o problema. Os advogados de Dedé apontam que a perícia seria ‘fato novo’ no processo que demandaria sua análise e a concessão da liminar em seu favor.

O zagueiro espera pela decisão para saber se poderá ser liberado para voltar a jogar e seu destino no futebol. Em janeiro, o defensor entrou com processo contra o Cruzeiro alegando cerca de R$ 35 milhões em dívidas.

LEIA MAIS


Presidente do Cruzeiro abre o jogo sobre situação de Cabral, Moreno e Henrique