Romário terá que pagar multa para Marco Polo Del Nero por ter chamado o ex-dirigente de “corrupto” e “ladrão”

O STJ (Superior Tribunal de Justiça) puniu o ex-jogador e agora senador Romário por conta de injúrias ao ex-presidente da CBF

Flavio Souza
Colaborador do Torcedores.com.

Crédito: Divulgação/Twitter Romário

Marco Polo Del Nero e o senador do PJ-RJ Romário possuem um histórico de problemas ao longo dos anos. Desde que entrou na carreira política, o ex-jogador se tornou uma “pedra no sapato” do ex-presidente da CBF. Só que o ex-atleta da seleção brasileira precisará pagar uma multa para Del Nero por conta adjetivos que usou para se referir ao mesmo.  O juiz Regis de Castilho, da 41º Vara Cível de São Paulo, cumprindo decisão do STJ (Superior Tribunal de Justiça), determinou que o senador pague uma indenização no valor de R$ 18,4 mil. O motivo seria uma entrevista de Romário no programa Bem Amigos, do SporTV.  Na época, o ex-jogador teria chamado o dirigente de “mau-caráter”, “corrupto”, “safado” e “ladrão.

Agora senador pelo PJ-RJ, Romário trabalha forte no Senado, com várias iniciativas relacionadas ao futebol. Uma das de maior destaque foi a CPI do Futebol. Na época, o ex-jogador afirmou que tinha provas de que Marco Polo Del Nero e Ricardo Teixeira, ex-presidentes da CBF, tinha praticado atos de corrupção. Por conta disso, ambos mereciam estar presos na visão do Baixinho. Este foi apenas um dos episódios em questão.

Romário segue criticando a administração da CBF, chegando a se candidatar em 2017. Seu foco era buscar mudanças na entidade que administra o futebol brasileiro. Já em 2019, o senador tentou impedir a posse de Rogério Caboclo. Sem sucesso, ele criticou a eleição, afirmando que “Caboclo é mais do mesmo, a continuidade o Marco Polo Del Nero”.

Quem chega e quem sai dos clubes?

 

LEIA MAIS:

Mercado da Bola: Veja 5 ex-jogadores da seleção que podem pintar no Brasileirão 2021

Neymar apoia antiga crítica de Romário a Casagrande após treta com PVC