São Paulo promete 100% da receita do novo sócio-torcedor no futebol

São Paulo está prometendo que toda a receita obtida com o novo programa de sócio-torcedor será utilizada para investimentos no futebol profissional do clube

Fabrício Carvalho
Jornalista formado / Rio de Janeiro. Redator de notícias, artigos e relatos sobre futebol nacional e internacional, basquete e esportes americanos.

Crédito: Reprodução/Twitter

O São Paulo anunciou nesta sexta-feira (28) um novo programa de sócio-torcedor, totalmente modificado e dividido em dois grupos para atender melhor às necessidades.

Um grupo é dedicado aos torcedores que frequentavam rotineiramente o Morumbi para acompanhar os jogos do São Paulo, chamado “Tricolor do Morumbi”.

O outro grupo é chamado “O Tricolor Brasileiro” com torcedores do tricolor paulista que vivem fora do estado de São Paulo.

Quem chega e quem sai dos clubes?

 

Os dois grupos estão divididos em cinco planos com valores mensais entre R$14 a R$159 no Tricolor do Morumbi; no grupo Tricolor Brasileiro os valores variam entre R$7 a R$79,50.

De acordo com o presidente do São Paulo, Julio Casares, todo o lucro obtido pelo clube com o novo programa de sócio-torcedor será revertido diretamente no investimento do futebol profissional. Casares inclusive afirmou que o torcedor poderá fiscalizar em detalhes para onde o seu dinheiro está sendo destinado.

Cada plano irá oferecer vantagens e presentes aos torcedores como prioridade na compra de ingressos e kits esportivos oficiais com os itens do São Paulo.

Não foram divulgadas metas justamente por causa do cenário pandêmico atual. O Brasil e o estado de São Paulo estão novamente com tendência de alta na média móvel de casos de Covid-19 (65 mil, de acordo com o Ministério da Saúde).

Porém, de acordo com apuração do Jornal O Globo em reportagem divulgada na semana passada, a CBF trabalha com a possibilidade de liberar público nos estádios brasileiros a partir de setembro.

LEIA MAIS