Com sondagens da Europa, Diego Costa está disposto a reduzir pedida salarial para realizar sonho de jogar no Palmeiras

Diego Costa chegou a pedir R$ 2 milhões por mês, mas está disposto a negociar o valor para vestir a camisa do Verdão

Danielle Barbosa
Colaboradora do Torcedores.com.

Crédito: David Ramos/Getty Images

Sem clube desde dezembro, quando rescindiu contrato com o Atlético de Madrid, Diego Costa segue buscando uma nova equipe para voltar a jogar o quanto antes. O jogador de 32 anos tem recebido sondagens de diversos clubes europeus, mas até o momento nada que se transformasse em negociação. Segundo o jornalista Jorge Nicola, em seu canal no Youtube, o atacante quer ficar no Brasil e segue sonhando em vestir a camisa do Palmeiras.

Conheça a 1xBet:

Um novo jeito de fazer sua aposta esportiva!

+ Após ficar sem reforços e Empereur, Abel Ferreira consegue ter segundo pedido atendido no Palmeiras em 2021

“Ele tem uma proposta boa do Besiktas e uma outra sondagem do futebol inglês, mas a preferência do Diego Costa neste momento é ficar perto da família e do time que ele tem no Sergipe. Pra isso, jogar no Palmeiras seria o essencial. Ele gostaria de jogar no Palmeiras. O tio dele disse com todas as letras que, se dependesse do Diego, ele jogaria no Palmeiras”, afirmou Nicola.

De acordo com o jornalista, após fazer um pedido salarial de R$ 2 milhões por mês e ficar sem retorno do Palmeiras, Diego Costa está disposto a reduzir a pedida para conseguir realizar o objetivo de jogar no clube do coração.

“Há mais ou menos dois meses, o Diego Costa disse que gostaria de ganhar R$ 2 milhões por mês. Esse salário acabou assuntando o Palmeiras. O Diego nunca recebeu uma contraproposta. Ouvi de uma pessoa muito próxima ao Diego que ele está disposto a baixar essa pedida de R$ 2 milhões. Esse valor não existe mais. Se o Palmeiras procurar o Diego para reabrir negociações, ele vai ter outra pedida. E aí vai da capacidade de negociação do Palmeiras”, completou.

O Palmeiras não comenta sobre negociações ou especulações, mas, em fevereiro, o técnico Abel Ferreira negou qualquer conversa pelo atacante naturalizado espanhol. “Eu já percebi que qualquer jogador que se fala no mercado é para o Palmeiras. Já reparei que o Palmeiras acaba sendo uma promoção, que muitas vezes os próprios agentes dos jogadores colocam o Palmeiras no radar, porque isso é como um engodo (isca). A gente coloca engodo no mar e sempre tem um peixe que pode vir e pegar. Temos que deixar claro que o planejamento para a próxima temporada já foi feito em conjunto e entregue para a diretoria”, disse o comandante na ocasião.

Vale destacar que o Palmeiras tentou reforçar o sistema ofensivo no início da temporada a pedido do treinador português, e chegou a negociar com nomes como Rafael Borré, do River Plate, Valentín Castellanos, do New York City, e Ademir, do América-MG, mas não teve sucesso nas negociações. Sem reforços, a Abel teve os retornos de Deyverson e Dudu.

Até o momento, o Palmeiras contratou apenas o volante Danilo Barbosa, por empréstimo junto ao Nice, da França. A diretoria faz questão de enfatizar que a prioridade é a saúde financeira do clube no último ano de mandato do presidente Maurício Galiotte.

LEIA MAIS:
Fora do Palmeiras, Empereur é oferecido ao São Paulo e outro clube da Série A
Felipe Melo recusa time de Abel Braga na Suíça e aguarda contato do Palmeiras por renovação

Siga o Torcedores no Facebook para acompanhar as melhores notícias de futebol, games e outros esportes