Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Mercado da Bola: Goiás não recebe aviso e Flamengo não confirma proposta para saída de Michael

Jogador deve seguir no Rubro-Negro

Matheus Camargo
Jornalista formado pela Universidade Estadual de Londrina (UEL), colaborador do Torcedores.com desde 2016, radialista na Paiquerê 91,7.

Crédito: Marcelo Cortes / Flamengo

Após informações do site Coluna do Flamengo de que o Flamengo teria aceitado proposta milionária do Al Ain para vender o atacante Michael, os jornalistas Bruno Daniel, da Radio Bandeirantes de Goiânia, e Venê Casagrande, do jornal O Dia, publicaram versão diferente sobre o negócio.

Segundo os profissionais, o Flamengo não só não comunicou o Goiás, que teria parte em possível venda, como também sequer recebeu proposta oficial do clube árabe pelo atacante.

De acordo com a publicação inicial, o Rubro-Negro receberia 6,5 milhões de euros (cerca de R$40 milhões) pela venda do atacante, contratado no fim de 2019 junto ao Goiás. Do montante, 80% seriam do Flamengo, 15% do empresário e 5% do Goiás, que manteve o montante na negociação há pouco mais de um ano e meio.

O Al Ain já havia sinalizado interesse no início do ano, mas optou por desistir. A tendência é que as negociações sigam nos próximos dias e que o Flamengo não se oponha à saída de Michael, que não tem agradado aos torcedores e não tem aproveitado as chances dadas por Rogério Ceni.

Michael
O atacante de 25 anos não fez divisões de base e iniciou a carreira profissional na periferia de Goiás, onde defendeu o Monte Cristo. Logo se transferiu parao Goiânia, onde ficou até 2016, quando foi para o Goianésia. Se destacou pela equipe e foi contratado pelo Goiás em 2017, clube em que conquistou a titularidade e brilhou até 2019, quando foi revelação do futebol brasileiro e acabou contratado pelo então campeão da Libertadores e brasileiro Flamengo. Pelo Rubro-Negro, foi bicampeão carioca e campeão brasileiro.

Leia mais:
Mercado da Bola: Líder da Série B, Náutico anuncia atacante revelado pelo Palmeiras

Árbitro FIFA, partidas inexpressivas e nenhum destaque: quem é o 4º árbitro que foi acusado de racismo em PSG x Istanbul Basaksehir?