Morre ex-presidente do Corinthians, Alberto Dualib, aos 101 anos; clube se pronuncia

Timão utilizou suas redes sociais para se solidarizar com familiares do ex-mandatário

Cido Vieira
Jornalista formado e apaixonado por futebol desde criança. No Torcedores.com desde o ano de 2017, já acumulei diversas funções no site e atualmente me dedico a cobertura do futebol nordestino. No Twitter (@cidovieira90)

Crédito: Reprodução

Figura marcante na história do Corinthians, o ex-presidente do alvinegro paulista, Alberto Dualib morreu na noite da última terça-feira (13), aos 101 anos. A causa da morte não foi informada. Na primeira metade do mês passado, Dualib havia sido internado no Hospital Santa Catarina, em São Paulo, e vinha sendo acompanhado por uma equipe médica.

Conheça a 1xBet:

Um novo jeito de fazer sua aposta esportiva!

Em uma nota oficial, o Timão lamentou a morte do seu ex-presidente. Viúvo de Elvira Real Dualib desde 2011, Dualib deixou três filhos, netos e bisnetos.

Também ex-presidente do Corinthians, Andrés Sanchez lamentou a morte em postagem nas redes sociais. Dualib foi presidente do Timão por 14 anos, gerindo o clube entre 1993 e 2007. Após eclodir uma polêmica nos bastidores, ele  renunciou ao cargo durante um processo de impeachment no Conselho Deliberativo do clube e teve seu nome excluído do quadro de sócios no ano seguinte à renúncia, após ser investigado e denunciado pelo Ministério Público Federal.

No inquérito, Dualib foi acusado de lavagem de dinheiro, formação de quadrilha, emissão de notas frias e estelionato, juntamente com o antigo Grupo MSI, que tinha como líder o iraniano Kia Joorabchian, ex-parceiro do Corinthians.

Em 2013, Dualib foi condenado em segunda instância pelo Tribunal de Justiça de São Paulo, por desvio de R$ 1,4 milhão dos cofres do Corinthians. Recorreu em liberdade até a extinção da pena por prescrição, no Superior Tribunal de Justiça, em 2018.

CONQUISTAS

Dualib foi o presidente com mais taças na história do Corinthians, faturando 12 conquistas em 14 anos de gestão. Foram cinco edições do Campeonatos Paulistas (1995, 1997, 1999, 2001 e 2003), três Brasileiros (1998, 1999 e 2005), duas Copas do Brasil (1995 e 2002), uma Liga Rio-São Paulo (2002) e um Mundial de Clubes (2000) – além de uma Copa Bandeirantes (1994) e um Troféu Ramon de Carranza (1996).

LEIA MAIS: