Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Daniel Cargnin vence e avança às quartas do judô nas Olimpíadas

Judoca derrotou o moldávio Denis Mdavieru no golden score da categoria até 66kg. A próxima luta do brasileiro será contra o líder do ranking mundial

Marjoriê Cristine
Colaborador do Torcedores

Crédito: Gaspar Nóbrega/COB

Daniel Cargnin avançou mais um degrau na briga por uma medalha do judô nas Olimpíadas de Tóquio 2020. Em mais um golden score, o judoca se classificou às quartas de final, da categoria até 66kg, após derrotar o moldávio Denis Mdavieru com um wazari. Agora, Daniel, que é o número 13 do ranking mundial, terá um duro desafio pela frente: o italiano Manuel Lombardo, líder do ranking e vice-campeão mundial. A luta acontece a partir das 5h deste domingo (25).

O combate contra o moldávio, 15º no ranking mundial, foi amarrado no Ginásio no Nippon Budokan. O brasileiro levou uma punição por falta de combatividade. Faltando 36 segundos para o fim da luta, Mdavieru também foi punido. A decisão da vaga foi para o golden score, e Cargnin conseguiu aplicar um wazari.

Olimpíadas de Tóquio 2020: Confira o quadro de medalhas completo

Ippon na primeira luta

A estreia de Cargnin nas Olimpíadas foi contra o egípcio Mohamed Abdelmawgoud. O início do combate teve pouca ação, com o egípcio tomando uma punição por falta de combatividade. Isso aconteceu com 1m59 de luta. Logo na sequência, foi a vez de Daniel ser punido. Com o tempo normal finalizado sem pontuação, a decisão foi para o golden score. Mas durou pouco segundos.

Daniel Caragnin precisou de apenas nove segundos para aplicar um “de-ashi-harai” e vencer o combate por ippon na sua estreia nas Olimpíadas.

Larissa Pimenta é eliminada

A madrugada não foi boa para Larissa Pimenta, na categoria até 52kg. Depois de começar os Jogos Olímpicos com uma vitória, de virada, a brasileira foi derrotada pela japonesa Uta Abe. A atleta anfitriã, que tem dois títulos mundiais e é um fenômeno aos 21 anos, venceu por wazari e foi imobilizou a brasileira de 22 anos na sequência.

LEIA MAIS

Olimpíadas: Pega no doping, Fernanda Borges é liberada para disputar às Olimpíadas

Olimpíadas: Daiane dos Santos fala de racismo: ‘Não queriam usar o mesmo banheiro’

Tóquio 2020: Aos 12 anos de idade, atleta mais jovem das Olimpíadas já está eliminada