Joia preterida por Ceni no Flamengo é cortada por Renato de jogo da Libertadores

Jogador não tem conseguido se firmar no profissional

Matheus Camargo
Colaborador do Torcedores.com.

Crédito: Alexandre Vidal/Flamengo

Após ganhar espaço no elenco principal com Renato Gaúcho no Flamengo, o jovem Lázaro voltou a ficar de fora dos relacionados de um importante jogo da equipe. Ao lado do também jovem Max, o meio-campista foi cortado pelo treinador do duelo com o Defensa y Justicia, nesta quarta-feira (21), em Brasília, pela Copa Libertadores da América.

Conheça a 1xBet:

Um novo jeito de fazer sua aposta esportiva!

Lázaro tem uma das maiores multas rescisórias de todo o elenco do Flamengo, chegando a quase R$ 300 milhões. Rogério Ceni não se encantava pelo garoto e chegou a deixá-lo no time sub-20, onde vinha se destacando. O antigo treinador exigiu que o meia passasse por um fortalecimento muscular para depois avaliá-lo no time de cima.

Durante o período de transição de Lázaro, Ceni foi demitido e Renato Gaúcho assumiu o comando. O auxiliar Maurício Souza chegou a afirmar que o novo técnico conhecia Lázaro e o utilizaria no time profissional.

Porém, após relacioná-lo para jogos do Campeonato Brasileiro, Renato Gaúcho escolheu tirá-lo do elenco para a partida da Copa Libertadores, a primeira com público do Flamengo no período da pandemia de Covid-19, no estádio Mané Garrincha. O atleta deve voltar ao Rio de Janeiro.

Leia mais:
Auxiliar do Flamengo revela que joia ignorada por Ceni será utilizada por Renato Gaúcho

De fuga e insegurança a destaque e titularidade: como Patrick de Paula saiu de comunidade no RJ para se tornar peça-chave no Palmeiras

Mercado da Bola: Léo Chú, do Grêmio, é alvo de gigante da Série A