Cemitério e ‘espião’: Seleção segue preparação para estreia no futebol feminino das Olimpíadas

Campo onde Brasil treinou fica ao lado de cemitério; suposta ‘câmera’ teria sido vista observando treino das brasileiras

Victor Martins
Um homem que acredita ser jornalista, escritor e 'chato'. Decidam vocês qual será a opção escolhida.Formado na Universidade Metodista de São Paulo. No Torcedores desde 2016 ou algo parecido.

Crédito: Sam Robles/CBF

A Seleção Brasileira Feminina de Futebol voltou a treinar nesta segunda-feira (19) visando a estreia no torneio de futebol das Olimpíadas de Tóquio, nesta quarta-feira (21) contra a China. O treino aconteceu no Izume Soccer Field, nas proximidades de Sendai. Mas o ‘destaque’ do treino não foi apenas mais uma atividade do elenco comandado por Pia Sundhage.

Conheça a 1xBet:

Um novo jeito de fazer sua aposta esportiva!

O campo onde as brasileiras treinaram nesta segunda fica ao lado de um cemitério. Cemitério este que poderia ter escondido uma ‘surpresa’ para as jogadores segundo o GE. Durante o treino, a comissão técnica da Seleção achou ter visto uma câmera direcionada para o local dos treinos numa grade que separa o cemitério do CT. Mas, ao ver do que se tratava, não havia a tal câmera ou outros objetos ali.

Apesar da possível perturbação pela suposta câmera, o treinamento do Brasil durou sem maiores problemas. Sem presença da imprensa, Pia orientou um coletivo com as jogadoras, com os trabalhos focando mais o lado ofensivo. A primeira parte dividiu as jogadoras em grupos de 5×5, no qual a treinador brasileira trabalhou posse de bola e criação de jogadas ofensivas. Posteriormente, um coletivo ‘normal’ (11×11), este realizado em campo reduzido.

Além do coletivo, as brasileiras treinaram bola parada e finalizações. Apenas a primeira parte das atividades, com o aquecimento das jogadores, foi permitida a presença da imprensa.

LEIA MAIS


Arana foca em vitória na estreia nas Olimpíadas, mas prega respeito pela Alemanha: “Camisa pesada”

Olimpíadas de Tóquio: Ginasta dos Estados Unidos testa positivo para Covid-19