Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Após deixar o Grêmio, Ferreira estará entre os 10 maiores salários da MLS

Informações sobre os salários de Ferreira nos EUA geram discussões entre especialistas

Matheus D'Avila
Colaborador do Torcedores

Crédito: Lucas Uebel / Grêmio / Divulgação

A saída de Ferreira do Grêmio está sendo muito tumultuada. Entretanto, o futuro do jogador nos EUA promete ser animador, pelo menos no campo econômico. Conforme noticiou o repórter Jeremias Werneck, o atacante estará entre os dez maiores salários da MLS, uma vez que foi contratado como “designated player”. Em outras palavras, ele será um dos atletas que superam o limite financeiro imposto pelos regulamentos.

Mercado em CASA

Clique aqui para ter 50% off!

Conforme as informações disponibilizadas pela própria Major League Soccer, atualizadas em abril, o décimo maior salário da liga é do português Luís Nani, do Orlando City. Seus vencimentos anuais são de 2,3 milhões de dólares. Ou seja, confirmando a informação de que Ferreirinha estará entre os 10 maiores valores, o jogador receberá no mínimo R$11,2 milhões por ano.

Especialistas desconfiam

Apesar de ser uma liga transparente quanto aos valores, já que publicam os salários na internet, a certeza sobre Ferreira demorará. A tendência é que os dados do atacante que está deixando o Grêmio só sejam divulgados no final do ano. Ainda assim, especialistas consultados pela reportagem desconfiam que o atleta já desembarque com o rótulo de “designated player”.

Atualmente, o Atlanta United, clube que está pagando a multa do contrato do atacante junto aos gremistas, já possui o número máximo de jogadores especiais. São eles: Josef Martínez, Ezequiel Barco e Alan Franco. Para Ferreira atingir o posto, um dos citados precisaria ser negociado. Ainda assim, o brasileiro ficaria longe da marca dos dez maiores salários do futebol norte-americano. Brenner, por exemplo, que se tornou “designated player” recentemente, ganha 1,2 milhão de dólares por ano. Praticamente a metade de Nani.

O que é um “designated player”?

Conhecida como a “Regra do Beckham”, por ser colocada em prática quando o inglês se transferiu para o Los Angeles Galaxy, a regra permite uma flexibilização financeira além do normal. Dessa forma, a liga autoriza que os clubes contratem jogadores que possuem salários acima do teto permitido. Porém, cada equipe tem direito a apenas três “designated player”.

LEIA MAIS:

As melhores notícias de esportes, direto para você