Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Tyler Gilbert, do Arizona Diamondbacks, consegue no-hitter em seu primeiro jogo como titular

Esse foi o oitavo do no-hitter do ano na MLB

Thais May Carvalho
Colaborador do Torcedores

Crédito: Foto: The Canadian Press

Mesmo tendo o menor aproveitamento do baseball, com 38 vitórias e 80 derrotas, o torcedor do Arizona Diamondbacks teve motivos para comemorar na noite de sábado (14). Na vitória de 7-0 sobre o San Diego, Tyler Gilbert não permitiu nenhuma rebatida aos jogadores dos Padres.

Conseguir um no-hitter já é um grande momento na carreira de qualquer arremessador, mas fazer isso na primeira partida como titular é ainda mais impressionante. Com esse feito, Gilbert se juntou a uma lista com apenas três outros nomes. Os únicos jogadores que até então tinham um no-hitter em seu primeiro jogo eram Theodore Breitenstein (1891), Bumpus Jones (1892) e Bobo Holloman (1953).

Mesmo sem ter uma bola rápida que passe das 90 milhas por hora, Tyler Gilbert conseguiu dominar os rebatedores dos Padres com suas bolas de efeito, principalmente o cutter. Com 102 arremessos no jogo, ele teve 5 strikeouts e cedeu 3 walks. A parte mais impressionante da performance de Gilbert aconteceu na oitava entrada, quando ele precisou de apenas três arremessos para fazer as três eliminações. Mas para conseguir seu no-hitter, o arremessador também contou com a ajuda de boas defesas, pois San Diego teve alguns contatos fortes no bastão.

Em entrevista, Tyler Gilbert falou sobre seu feito: “A ficha não vai cair por provavelmente mais um dia. Eu não sei o que acabou de acontecer”. “É estranho, eu não estava nervoso. Eu sinto que deveria estar. Não sei por que. Eu continuei indo lá e fazendo minhas coisas. Eu estava bem nervoso antes do jogo. Mas depois da oitava entrada de três arremessos, eu fiquei tipo ‘isso [no-hitter] possivelmente vai acontecer'”.

Gilbert foi draftado pelos Phillies em 2015, e desde então jogou nas ligas menores da MLB. Em dezembro de 2020, o Arizona Diamondbacks utilizou a regra 5 do draft para pegar o arremessador, que estava no Los Angeles Dodgers – essa regra permite aos times selecionarem jogadores que não estão no elenco de 40 atletas das outras equipes. Foi somente no começo de agosto que o arremessador foi chamado à liga principal pela primeira vez. Até a noite de sábado, ele havia feito somente 3.2 entradas, todas vindo do bullpen.

Ele é apenas o terceiro jogador dos D-Backs a conseguir um no-hitter, se juntando a Randy Johnson (2004) e Edwin Jackson (2010). Esse foi o oitavo no-hitter do ano na MLB. Antes de Tyler Gilbert, Joe Musgrove (Padres), Carlos Rodón (White Sox), John Means (Orioles), Wade Miley (Reds), Spencer Turnbull (Tigers), Corey Kluber (Yankees) e um combinado de arremessadores dos Cubs tinham conseguido o feito. Com isso, 2021 está empatado com 1884 como o ano com mais no-hitters na história da liga.

Leia Mais

Chicago Cubs consegue no-hitter conjunto

Corey Kluber consegue primeiro no-hitter do século para os Yankees

Spencer Turbull, dos Tigers, consegue no-hitter

John Means e Wade Miley conseguem no-hitters em intervalo de dois dias

Joe Musgrove e Carlos Rodón conseguem primeiros no-hitters do ano na MLB