Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

NFL: O que esperar do Thursday Night Football entre Texans e Panthers?

A disputa acontecerá nesta quinta-feira (23), no NRG Stadium, em Houston, e marcará o 6º embate entre os times na história

Thiago Quint
Estudante de Jornalismo. Apaixonado por esporte e suas narrativas.

Crédito: Grant Halverson/Getty Images

O 3º Thursday Night Football da temporada 21/22 da NFL está prestes a abrir mais uma semana de futebol americano. Após ter exibido, em suas duas primeiras edições, partidas entre Tampa Bay Buccaneers e Dallas Cowboys e Washington Football Team e New York Giants, o horário nobre irá hospedar o confronto entre o intrigante Houston Texans (1-1) e o emergente Carolina Panthers (2-0). A disputa acontecerá às 21h20 (horário de Brasília) de quinta-feira (23), no NRG Stadium, em Houston, Texas, e será transmitida pela ESPN e pelo NFL Game Pass.

Histórico de confrontos entre Texans e Panthers

Os Panthers lideram os embates entre as equipes por 3 a 2 em vitórias, vantagem conquistada depois do último confronto entre os times, em 2019, quando o time de Charlotte venceu fora de casa por 16 a 10. De lá para cá, os cenários mudaram para os dois times. Na ocasião, os Texans ainda eram comandados pelo polêmico Head Coach e General Manager Bill O’Brien e contavam com o Quarterback Deshaun Watson como titular. Por outro lado, a franquia da Carolina do Norte lidava com a lesão no ombro de seu antigo QB, Cam Newton, e era treinada por Ron Rivera, hoje em Washington.

Para ficar de olho

Defesa dos Panthers

A unidade defensiva dos Panthers começou com tudo a temporada e, ainda assim, está passando despercebida pela maioria dos amantes de futebol americano. A subestimação advém principalmente dos adversários que fizeram parte do breve caminho do grupo, Jets e Saints. Porém, embora ambas franquias não inspirem um ar de dificuldade, as estatísticas chamam a atenção e precisam ser consideradas.

O time lidera a NFL com a menor média por partida em jardas cedidas (190), jardas aéreas cedidas (143.5), jardas corridas cedidas (46.5) e pontos cedidos (10.5). Além de também encabeçar a liga em QB hits (21) e sacks (10). Ou seja, os Texans precisam vir afiados para não se tornarem mais uma presa fácil da defesa de Carolina.

Sam Darnold em crescimento no Panthers

A mudança de ares e de comissão técnica realmente fez bem ao Quarterback, e as duas primeiras semanas evidenciaram isso. Darnold teve boas atuações, atingindo inclusive a melhor marca de jardas aéreas de sua carreira em um só tempo (234 jardas no 1º tempo contra os Jets).

Entretanto, um destaque negativo é a perda rotineira de intensidade do ataque dos Panthers ao longo da segunda etapa. Esse detalhe pode ser aproveitado pelos Texans, que já mostraram que sabem capitalizar diante dos erros de seus adversários, visto que a defesa faz parte do top 3 da NFL em turnovers (5).

Problemas para os Texans?

É o que a posição de Quarterback sugere. Afinal, enquanto estiveram em campo sem Tyrod Taylor, a franquia de Houston não deixou uma boa impressão no ataque. Em algumas situações, o calouro Davis Mills mostrou uma grande falta de sincronia com seus companheiros, cenário que preocupa ao enfrentar uma das melhores defesas das primeiras semanas. 

Além disso, após os Panthers segurarem o Running Back Alvin Kamara, dos Saints, a 0.6 jardas por carregada, o comitê formado por Mark Ingram, Philip Lindsay e David Johnson precisa pensar em buscar uma atuação semelhante à da primeira semana contra os Jaguars (138 jardas totais e 3 touchdowns). O objetivo principal da iniciativa é abrir espaço para o jogo aéreo e, consequentemente, facilitar a vida de Mills, que conta com o destaque Brandin Cooks, 5º recebedor com mais jardas recebidas na liga (210), como sua principal arma.

LEIA TAMBÉM

NFL: 3 jogadores que podem mudar de time em breve

O que cada time da AFC precisa fazer nos playoffs para chegar ao Super Bowl

NFL: Durval Queiroz Neto, o Duzão, está se destacando no Training Camp dos Dolphins

Do estrelado ao pendurar das chuteiras. Veja 5 ídolos da NFL que pararam de jogar

Lamar Jackson diminui “freguesia” contra Patrick Mahomes antes de Chiefs @ Ravens: “Isso é passado, não estou pensando nessas derrotas”