Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Com apenas 11 gols em 35 jogos em novo clube, ex-companheiro de Messi considera a aposentadoria

Lionel Messi e Gonzalo Higuaín atuaram juntos na seleção da Argentina

Wilson Pimentel
Jornalista esportivo desde 1998. Cobriu os principais eventos esportivos da última década. Passou pelas redações do SBT, Record TV, CNT, Esporte Interativo, Rádio Tupi, Rádio Brasil e Rádio Manchete. É correspondente de veículos de comunicação da Colômbia, Croácia, Paraguai e Portugal. Está no Torcedores.com desde 2019.

Crédito: Divulgação/ Fifa

Ex-companheiro de Lionel Messi na seleção argentina, Gonzalo Higuaín é um dos grandes nomes em atividade na Major League Soccer (MLS). Mas aos 33 anos, o astro do Inter Miami já está cogitando se aposentar dos gramados no fim da atual temporada.

De acordo com o jornal inglês “The Sun”, o argentino deve tomar uma decisão nos próximos dias. Afinal, o jogador acumulou uma série de lesões e problemas físicos ao longo da temporada regular da MLS.

Se antes o veterano atacante cogitava prolongar a sua carreira até o final de 2024, agora Gonzalo Higuaín já cogita a possibilidade de antecipar a despedida do futebol. Seu contrato com o Inter Miami vai até dezembro de 2022.

Segundo a publicação, Gonzalo Higuaín foi liberado pelo técnico Phil Neville para tratar do seu futuro. Afinal, o inglês deseja reformular o elenco. Contratado em 2020, o atacante não conseguiu corresponder às expectativas do presidente do Inter Miami, David Beckham.

Nesse ínterim, foram 11 gols em partidas 36 somando as duas temporadas que atuou pelo clube norte-americano. Ou seja, o número de gols considerado muito baixo tendo em vista que o argentino viveu grande fase na carreira atuando por Real Madrid, Napoli e Juventus.

A única maneira de prorrogar um pouco a sua aposentadoria dos gramados seria caso o Inter Miami montasse uma equipe competitiva para brigar pelo título da MLS. No entanto, o clube não faz planos para empenhar muito dinheiro visando a contratação de reforços para 2022. 

A carreira de Gonzalo Higuaín

Nascido em Brest, Gonzalo Gerardo Higuaín é filho do ex-zagueiro do River Plate Jorge Higuaín. Ele tem a cidadania franco-argentino por ter nascido durante o período que seu pai defendeu o Brest, da França. Apesar disso, o atleta nunca demonstrou interesse em defender os “Bleus”.

Cria do River Plate, o atacante passou por Real Madrid, Napoli, Juventus, Milan e Chelsea. Viveu o melhor momento da carreira com a camisa merengue. Lá, conquistou três vezes o Campeonato Espanhol, uma Copa do Rei e duas Supercopas da Espanha.

Ao lado de Lionel Messi, o atacante representou a Argentina nas Copas do Mundo de 2010, 2014 e 2018. Além disso, defendeu o país em três oportunidades na Copa América: 2011, 2015 e 2016. 

As melhores notícias de esportes, direto para você

    

 

LEIA MAIS: 

Santos pode ter ‘pacote’ de reforços com jogadores da base 

Grupo City busca informações sobre joia do Vasco 

Messi pede troca de camisas e surpreende ex-lateral do Flamengo: “não a vendo nem maluco”