Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Flamengo: Declaração de Renato Gaúcho repercute e jornalista detona: ‘Muleta ridícula’

Técnico do Flamengo alegou que o Athletico Paranaense levou vantagem pelo fator ‘grama sintética’

Eder Bahúte
Jornalista e assessor de imprensa.

Crédito: Divulgacao/Flamengo

O técnico do Flamengo, Renato Gaúcho admitiu dificuldades da equipe no empate com o Athletico Paranaense, em Curitiba, na partida de ida da semifinal da Copa do Brasil. Na sua visão, o gramado sintético da Arena da Baixada foi um complicador para seus jogadores.

“Grama sintética faz muita diferença. É da água para o vinho. A bola fica muito viva na grama sintética. Hoje a gente já sabia das dificuldades. Eles estão acostumados com o campo. A bola fica muito viva. Essa foi a nossa maior dificuldade hoje”, disse.

Na ESPN Brasil, o jornalista Felippe Facincani criticou a declaração do treinador flamenguista. Na sua visão, a fala de Portaluppi pareceu mais ser uma desculpa pelo futebol pouco inspirador.

“A grama sintética que ele venceu o Palmeiras, fora de casa, por 3 a 1 e não reclamou. Isso aí é uma muleta ridícula. Você citar a grama sintética como um fator de dificuldade do seu jogo é uma muleta ridícula. O gramado sintético do Allianz e da Arena da Baixada são perfeitos, são literalmente tapetes para jogar futebol. A dificuldade é quase nula para praticar futebol”, disse.

Flamengo e Athletico decidem na próxima quarta-feira quem vai jogar a final da Copa do Brasil. A bola vai rolar às 21h30 (de Brasília), no Maracanã.

Antes do jogo de volta da semifinal, as duas equipes voltam a campo no próximo sábado, mas pelo Brasileirão. Às 19h (de Brasília), o Fla faz o clássico contra o Fluminense no Maracanã. Às 19h15, é a vez de o Furacão visitar o Fortaleza no Castelão.

LEIA TAMBÉM:

As melhores notícias de esportes, direto para você