Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Kyle Lowry afirma que deseja se aposentar no Raptors: “Assinarei contrato de um dia e vou chorar”

Transferido para o Miami Heat na pré-temporada da NBA 2021/2022 após dez temporadas na franquia canadense, Kyle Lowry foi sincero sobre o futuro

Willian Ferreira
Colaborador do Torcedores.com e contador de histórias do esporte.

Crédito: Twitter/Divulgação

Atualmente no Miami Heat, Kyle Lowry entrou para a história da National Basketball Association (NBA) por outra franquia. Entre 2012 e 2021, o armador fez parte do Toronto Raptors com muito destaque. Em entrevista coletiva, o atleta pontuou que a equipe canadense segue nos pensamentos do jogador.

Aos repórteres, Kyle Lowry comentou que a ideia de se aposentar na franquia canadense segue vivíssima. “Como eu já disse antes, e direi agora, assinarei um contrato de um dia e me aposentarei como um jogador do Toronto Raptors. Isso é tudo. Eu sei que estarei um pouco emocionado e chorarei no dia. Não sei. Talvez eu segure”, emocionou-se o atleta.

Mais do que isso. De acordo com a entrevista de Kyle Lowry, tal ideia é citada por ele com alguma frequência em conversas com amigos. Com um atual jogador do Chicago Bulls, ex-companheiro dele no Raptors, o diálogo chega a ser natural. “Eu conversei com DeMar DeRozan sobre isso. Mas é um dos dias que sei que receberei e darei muito amor. Será interessante como vai ser porque não sei o que esperar”, finalizou Kyle Lowry.

Histórico

Selecionado no Draft NBA 2006 pelo Memphis Grizzlies, Kyle Lowry ficou na franquia até 2009. Naquele ano, ele foi para o Houston Rockets. Três temporadas depois, o atleta foi, enfim, para o Toronto Raptors. No último período de free agency, o armador foi para o Miami Heat. Em 2019, ele venceu a NBA Finals pela equipe canadense.

LEIA MAIS
Equipe da NBA vê novo filme da saga Star Wars em shopping que era alvo de tiroteio
Terra plana: conheça as estrelas da NBA que acreditam na teoria
Craque do Golden State Warriors faz cirurgia e volta à NBA apenas em 2020, afirma empresário do jogador