Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Às vésperas de cirurgia, Damian Lillard condiciona volta a objetivo do Trail Blazers na temporada: “Não vou jogar por nenhuma escolha de Draft”

Armador do Portland Trail Blazers, Damian Lillard se submeteu a uma cirurgia por conta de uma lesão no abdômen que o incomodava há uma temporada; possível escolha para jogar pelo Draft foi tema de entrevista coletiva

Willian Ferreira
Colaborador do Torcedores.com e contador de histórias do esporte.

Crédito: Twitter/Divulgação

Para muitos fãs da National Basketball Association (NBA), o Portland Trail Blazers é uma das grandes decepções da temporada 2021/2022. Nesta quarta-feira (26), a equipe é a quarta na divisão Noroeste. No recorde, 20-27 (ou seja, vinte vitórias e vinte e sete derrotas). Na conferência Oeste, a franquia é a décima – e conseguiria a última vaga no play-in. A situação tem incomodado Damian Lillard, uma das estrelas do elenco do time do Oregon.

Sem saber se terá vaga no play-in ou nos playoffs, é natural que a equipe comece a pensar no Draft NBA 2022. E é isso que tem incomodado o armador. O jogador, que ainda não atuou em 2022 por conta de uma lesão no abdômen que o incomoda há pelo menos uma temporada e forçou Damian Lillard a fazer uma cirurgia, concedeu uma entrevista coletiva e afirmou que não necessariamente voltará para a disputa do campeonato atual.

Na ocasião, o armador pontuou que não quer voltar às quadras se não for para buscar vitórias em um time competitivo. “Estou a apenas uma semana da cirurgia. E dissemos que reavaliaremos minha situação semanas depois, de seis a oito semanas. E falaremos sobre priorizar o Draft. Se vamos jogar por uma escolha de Draft, não faria sentido para mim. Não vou jogar por nenhuma escolha de Draft. Eu simplesmente não sou capaz disso”, disparou Damian Lillard.

LEIA MAIS
Equipe da NBA vê novo filme da saga Star Wars em shopping que era alvo de tiroteio
Terra plana: conheça as estrelas da NBA que acreditam na teoria
Craque do Golden State Warriors faz cirurgia e volta à NBA apenas em 2020, afirma empresário do jogador