Home Futebol Queridinho de Tite? Daniel Alves aponta motivo para ainda estar sendo convocado para a seleção brasileira

Queridinho de Tite? Daniel Alves aponta motivo para ainda estar sendo convocado para a seleção brasileira

Em entrevista coletiva, Daniel Alves falou sobre seu momento na carreira e sobre a disputa nas laterais da seleção brasileira

Diego Lucio Castro de Oliveira
Diego Lucio é profissional da área de TI, e escreve sobre futebol e artes marciais desde 2018. Mergulhou ainda mais no mundo das lutas em 2023, e participou de duas coberturas 'in loco' do UFC 283 e do UFC São Paulo.
Daniel Alves seleção brasileira

Reprodução/CBF

PUBLICIDADE

A seleção brasileira chega na sua reta final de preparação para a Copa do Mundo de 2022, e algumas posições ainda são bem contestadas no elenco formado por Tite. A lateral-direita por exemplo, ainda não tem um dono e seus concorrentes ainda não convenceram. Até mesmo o experiente Daniel Alves, está longe de ser inquestionável e seus últimos anos explicam bem a situação.

Depois de ser o melhor jogador da Copa América de 2019, Daniel fechou com o São Paulo, e desde então seu rendimento só caiu. O lateral virou meio-campista no Tricolor, não vingou na posição, rescindiu contrato, e passou meses sem clube, até fechar recentemente com o Barcelona.

Mas com tantos percalços, por que Daniel Alves continua sendo convocado para a seleção brasileira? Queridinho de Tite? O ‘vovô’ tratou de explicar em entrevista coletiva, antes da partida contra o Paraguai, válida pelas eliminatórias.

PUBLICIDADE

Fala, Daniel Alves!

“No que eu sempre coloco como premissa de trabalho, de lutar por aquilo que eu sonho. E volto a insistir, o sonho é meu, a vontade é minha, o desejo de fazer aquilo que fiz toda minha vida é meu e está no meu controle. Sempre me vi dentro da seleção brasileira, com opções e chances. Não porque sou queridinho, não porque sou um jogador que acumula muitos jogos e tem algumas conquistas na carreira, mas pelo meu comprometimento, pela minha disciplina, pelo meu caráter, pela minha entrega.”

Melhor que os concorrentes da seleção brasileira?

Sobre os concorrentes na lateral, Daniel Alves vê algumas características que o colocam a frente na disputa por uma vaga na Copa do Mundo.

“Consigo entender mais o macro do jogo, consigo ser um armador jogando de lateral-direito, o que sempre fiz na vida. Minha diferença para eles no modo de ver, analisar e de conhecer um pouco dessa profissão é que trago um pouco mais de técnica, de controle de jogo, um pouco mais de criação e armação dentro do sistema que se requer.”

Daniel Alves deve ser o titular da lateral-direita do Brasil no duelo contra o Paraguai, pois Emerson Royal foi expulso contra o Equador. Tudo sobre a partida, você vê aqui no Torcedores.com

PUBLICIDADE

[DUGOUT dugout_id=”eyJrZXkiOiJVVGxzQ3J5RyIsInAiOiJ0b3JjZWRvcmVzIiwicGwiOiIifQ==”]

 

Siga o Torcedores no Instagram e no Twitter

LEIA TAMBÉM:
Mercado da Bola: Newcastle anuncia a contratação de Bruno Guimarães
Mercado da Bola: Zenit anuncia contratação de Yuri Alberto, ex-Internacional
Sinal verde? O que pensa Castellanos sobre jogar no Internacional
CBF considera Austrália como alternativa para amistosos da seleção brasileira em junho
Vasco ou Fluminense? Cano se confunde em entrevista pós-jogo e web não perdoa
Brazil explica saída de Lucão do Vasco e afirma: “A gente sabe o que é melhor”
10 técnicos que não deram certo nos clubes em que são ídolos
Despedidas, fim de jejuns e mais: 10 fatos que marcaram o futebol em 2021