Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Santos repudia final da Copinha no Allianz Parque e aponta “privilégio” ao Palmeiras

Através de nota em seu Twitter oficial, o Santos vê como injusta, a decisão de mandar a final da Copinha para o estádio Allianz Parque

Diego Lucio Castro de Oliveira
Profissional na área de análise de dados e estudante de jornalismo

Crédito: Reprodução/Santos

A Copinha chegou enfim em sua grande decisão! Palmeiras x Santos se enfrentam nesta terça(25/01) no Allianz Parque, pra saber quem fatura a principal competição da base brasileira. E assim como em outras edições, a finalíssima será disputada no ensolarado horário das 10hs da manhã.

Mas além do horário alternativo, chamou atenção justamente o local da decisão. Como o tradicional Pacaembu passa por reformas, a Federação Paulista de Futebol (FPF) decidiu que a final da Copinha seria justamente na casa do Palmeiras, e não em um campo neutro, assim como o Pacaembu costumava ser.

Santos descontente

E como era esperado, o Santos mostrou todo seu descontentamento com o local da partida. Através de seu Twitter oficial, o clube apontou “privilégio” ao Palmeiras na decisão da FPF.

“O Santos FC lamenta e repudia a decisão da Federação Paulista de Futebol (FPF) de marcar a final da Copa São Paulo de Futebol Júnior, nesta terça-feira (25/01) para o Allianz Parque. O Peixe considera que tal decisão, que no regulamento da competição está sob responsabilidade do Departamento de Competições da FPF, privilegia o outro finalista e não atende ao princípio de isonomia. Desde o término das semifinais, na noite de sábado, o presidente do Santos, Andres Rueda, manteve contato com o presidente da FPF, Reinaldo Carneiro Bastos, argumentando que nosso adversário tinha o direito de jogar com torcida, mas que o estádio deveria ser neutro. Historicamente, as finais da Copa SP ocorrem no Pacaembu, como o próprio regulamento deixa claro. Rueda apontou diversas alternativas para que a final ocorresse seguindo o tradicional princípio da neutralidade nesta competição de base e reitera seu descontentamento com a decisão.”

Vale lembrar que na final da Copinha de 2014, o Santos encarou o também rival Corinthians. E mesmo com os critérios adotados pela federação, houve o fornecimento de dois setores do Pacaembu para a torcida do Peixe. Mas desde então, existe a lei da ‘torcida única’ no estado de São Paulo, que limitaria a possibilidade de qualquer disponibilidade de ingressos para a torcida santista, sendo o jogo na casa do Palmeiras.

E dentro de campo? Como chegam as equipes para a final da Copinha?

Palmeiras terá oportunidade de ganhar seu primeiro título da Copinha em sua casa lotada, e chegou aqui com grande campanha. Até o momento, foram sete vitórias e um empate, com 25 gols marcados e apenas cinco sofridos. Destaque para o jovem Endrick, que mesmo aos 15 anos, é um dos candidatos à craque da competição.

Já o Santos, fez valer mais uma vez a fama de base forte, e traz excelentes valores. Com 17 gols marcados e 4 sofridos, os Meninos da Vila sofreram um pouco mais, com duas disputas de pênaltis neste mata-mata. O grande destaque do Peixe é Wesley Patati, que inclusive já teve seu contrato renovado mesmo durante a competição.

 

Tudo sobre a final da Copinha, você confere aqui no Torcedores.com

Siga o Torcedores no Instagram e no Twitter

LEIA TAMBÉM:
Palmeiras x Santos: Final da Copinha muda para às 10hs da manhã; entenda o motivo
Brasileirão fica com o prêmio de campeonato mais forte do mundo em 2021
Flamengo sofre penhora da Justiça por dívida de quase R$ 127 milhões
São Paulo perdeu Endrick após oferecer apenas R$ 150 de ajuda de custo
Pelé está com câncer generalizado? Veja o que se sabe e a repercussão pelo mundo
10 técnicos que não deram certo nos clubes em que são ídolos
Despedidas, surpresas, fim de jejuns e mais: 10 fatos que marcaram o futebol em 2021
Goleiro chora ao ser substituído na Copinha; assista
Brazil explica saída de Lucão do Vasco e afirma: “A gente sabe o que é melhor para o clube”