Gringo espera Rogério Ceni em hotel na Argentina para autografar camisas do São Paulo; assista

Mesmo no comando do Fortaleza, Rogério Ceni é constantemente abordado por torcedores do São Paulo pela história no clube

Péterson Neves
Jornalista com passagens pelo Portal R7, Jornal do Trem, Impacto Comunicação, Dialoog Comunicação e Comunicale. Contato: petersongneves@gmail.com

Em solo argentino com o Fortaleza para o duelo contra o Independiente-ARG, nesta quinta-feira (13), pela Copa Sul-Americana 2020, o técnico Rogério Ceni foi surpreendido por um fã gringo com camisas do São Paulo.

Cartão de crédito sem anuidade? Abra sua conta Meu BMG agora!

Durante a saída do elenco do Fortaleza para o treino da última quarta-feira, Ceni foi abordado por um torcedor com camisas de sua época como goleiro do time do Morumbi e pediu autografos.

O registro feito pelo jornalista Marcos Montenegro, da TV Verdes Mares, afiliada da Globo CE, e revelou um rápido papo em que o gringo se declara fã do ex-goleiro.

“Sou Argentino. Pode autografar?, pediu o torcedor. “Sim. Eu gosto muito dessa camisa”, respondeu Ceni.

“É do São Paulo. Sou seu fã. Tenho outras camisas”, emendou o gringo, e pegou outra camisa de Ceni nos tempos que defendia o time do Morumbi.

Logicamente, o vídeo viralizou entre a torcida do São Paulo e uma enxurrada menções “M1to” foram destinadas ao vídeo do ex-goleiro com o torcedor argentino.

Ao longo de 25 anos como goleiro do São Paulo, Rogério Ceni conquistou 18 títulos, com destaque para duas Libertadores (1993 e 2005), dois Mundiais (1993 e 2005), três Brasileiros (2006-2008) e uma Copa Sul-Americana (2012).

Ao todo, ele disputou 1237 partidas e fez 131 gols, sendo 61 de falta, 69 de pênalti e um de bola rolando. Ceni, inclusive é detentor do posto de maior goleiro artilheiro da história do futebol.

VEJA A REPERCUSSÃO DO VÍDEO ENTRE TORCEDORE DO SÃO-PAULINOS:

LEIA MAIS
Em despedida, Hudson lamenta falta de títulos no São Paulo e diz sair de cabeça erguida
Sem reforços e com emprestados de volta! Veja como deve ficar o time base do Tricolor em 2020
Jardine critica postura de Mancini e lamenta lesão que atrapalhou Hernanes no Tricolor