Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

5 promessas que tiveram multas milionárias e não se provaram no futebol

Atletas foram grandes promessas, mas jamais comprovaram os altos valores em campo

Matheus Camargo
Jornalista formado pela Universidade Estadual de Londrina (UEL), colaborador do Torcedores.com desde 2016, radialista na Paiquerê 91,7.

Crédito: Divulgação/Site oficial do Coritiba

Uma medida tomada por vários clubes quando uma promessa sobe para a equipe profissional é colocar a multa rescisória no valor mais alto possível para lucrar em uma futura venda.

Você conhece o canal do Torcedores no YouTube? Clique e se inscreva!
Siga o Torcedores também no Instagram

Mas e quando esse jogador sequer deixa o clube e nunca se prova em campo? Veja abaixo 5 ex-promessas que tiveram multas milionárias e não se provaram no futebol:

Henrique Almeida
A multa do atacante com o São Paulo já foi de R$35 milhões, mas ninguém jamais pagou. Atualmente defende o Goiás.

Lulinha
A multa de Lulinha com o Corinthians já foi de R$50 milhões, o Chelsea quis pagar valor próximo, mas o Timão não aceitou. Atualmente defende o Jubilo Iwata, do Japão.

Adryan
O meia renovou com o Flamengo em 2013 e sua multa chegou a R$130 milhões para clubes do exterior, mas ninguém jamais entrou em negociação. O atleta atualmente está no Avaí.

Tiago Luís
O jogador foi chamado de ‘Novo Messi’ em 2009 e sua multa chegou a R$100 milhões de reais no Santos, mas o atacante jamais se provou. Atualmente defende o Rayong FC, da Tailândia.

Victor Andrade
O atacante era encarado como o substituto de Neymar no Santos, mas nunca deu certo. Chegou a ter multa de 50 milhões de euros no clube, o que em 2013 passava dos R$150 milhões. Atualmente defende o Goiás.

Leia mais:
Garrincha, Ronaldo e mais: 7 brasileiros que entraram para a seleção da Copa do Mundo em duas edições seguidas

5 jogadores conhecidos no Brasil que se tornaram ídolos em países alternativos

4 jogadores brasileiros com mais de 400 jogos em gigantes europeus

Pelé, Roberto Carlos e mais: os gols de falta do Brasil em Copas