Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Quem é o bilionário saudita que deseja comprar o Newcastle?

Seguidor fiel de seu pai, já foi Ministro da Defesa e atual Primeiro Ministro de seu país; saiba quem é o príncipe bilionário que deseja comprar o Newcastle   

Jeferson Macedo
Colaborador do Torcedores.com.

O Newcastle ganhou muito destaque na mídia mundial na última semana. O clube inglês está prestes a ter investimentos bilionários, mas afinal quem é o bilionário saudita que deseja comprar o clube?

Aniversário CLUBE EXTRA

Clique e veja as melhores promoções!

Mohammed bin Salman

Salman é o príncipe herdeiro da Arábia Saudita, aos 34 anos, ele é o herdeiro do trono. O príncipe se tornou um dos assuntos mais falados no mundo do esporte, já que o mesmo tenta comprar o Newcastle United por 300 milhões de euros. O investimento vem sofrendo resistência da opinião pública porque ele é acusado de envolvimento no assassinato de um antigo diplomata em seu país. O príncipe estudou na King Saud University e começou ser conselheiro de seu pai, atuou como Ministro da Defesa e, atualmente, é primeiro ministro em seu país. Seu pai, o rei Salman, chegou ao trono em 2015.

Você conhece o canal do Torcedores no YouTube? Clique e se inscreva!
Siga o Torcedores também no Instagram

A resistência da opinião pública  

O Newcastle seria comprado pelo PIF (Fundo de Investimento Público), que é liderado por Mohammed bin Salman. O negócio despertou a preocupação da Amnistia Internacional que espera as negociações sejam travadas pelo parlamento britânico. A decisão deve sair nas próximas semanas. Em carta enviada a Premier League, diretora da Amnistia Internacional no Reino Unido, Kate Allen chamou a atenção da instituição para os direitos violados no país saudita: “Premier League faça uma pausa e olhe seriamente para a situação dos direitos humanos na Arábia Saudita, corre o risco de se tornar idiota”, escreveu. A instituição não governamental ainda diz que a imagem da competição pode ser comprometida.

Príncipe acusado de assassinato

Mohammed bin Salman, é acusado do assassinato do jornalista Yamal Jashogyi, que morreu na embaixada da Arábia Saudita em Istambul, em outubro de 2018. Após o anúncio da compra do clube inglês, Hatice Cengiz, viúva do jornalista, enviou uma carta para a Premier League onde diz que caso aceite a compra, a instituição seria condizente com o que acontece no país saudita: “Arruinaria a boa reputação da Premier League, pois essa aquisição repararia a posição internacional das autoridades sauditas no cenário internacional.”, escreveu.

LEIA MAIS:

Ministro de Esportes da Itália não garante o retorno do futebol no país: “retomar os treinos não significa retomar o campeonato”

Relembre as vezes que Bolsonaro e Moro foram ao estádio juntos

Adebayor se recusa a ajudar no combate ao coronavírus: “Faço o que quero com o meu dinheiro”

Líder do consórcio que quer comprar Newcastle, Amanda Staveley recusou casamento com príncipe da realeza britânica