Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Diretor revela ‘alguns nãos’ a Sampaoli no Atlético: ‘Precisei frear’

 

Eder Bahúte
Jornalista e assessor de imprensa.

Foto: Atlético - Alexandre Mattos

O técnico do Atlético-MG, Jorge Sampaoli, não teve todos os pedidos atendidos na formatação do elenco. Segundo o diretor de futebol do Galo, Alexandre Mattos, “alguns nãos” foram ditos ao comandante argentino.

Pelas palavras do dirigente, Sampaoli entendia ser necessário uma reformulação ainda maior do plantel alvinegro. Vale lembrar que cerca de sete jogadores foram sacados dos planos do treinador, entre eles o centroavante Ricardo Oliveira.

– Eu já disse alguns ‘nãos’ para o Sampaoli. Ele queria fazer uma modificação bem maior do que esta que está sendo feita, porém a pandemia fez a gente dar uma recuada em muitas situações. Muitas vezes a gente faz o ‘não necessário’: ‘Jorge, isso não. Isso vai ter que ser assim por causa disso’ e, obviamente ele tem que concordar com essa ideia e ficar convencido do por quê dessa ideia” – explicou Mattos em entrevista à Rádio Itatiaia.

Atlético - Gabriel

– Porque quando é não, que isso não vai encaixar no trabalho dele, temos que mudar, porque se não encaixar no trabalho dele é ruim para todo mundo, especialmente para o Atlético, que o principal de tudo, que é a instituição. Então, acho que as coisas estão acontecendo de maneira bem profissional”, complementou Alexandre.

Nestes quatro meses de convívio, Mattos alega que a relação entre os dois é profissional e faz elogios ao treinador.

– Sampaoli é muito intenso, ansioso, uma ansiedade positiva de querer vitórias, títulos e encurtar a distância para equipes que possuem um projeto mais longo. Não há zona de conforto com ele e isso passa por todas as áreas do clube.

Lista de reforços

Assim que chegou ao Atlético, Sampaoli apresentou a diretoria as carências do elenco e nomes que poderiam compor. Neste período de pandemia, o clube já investiu cerca de R$ 85 milhões em reforços. Chegaram os zagueiros Bueno e Junior Alonso, os volantes Léo Sena e Alan Franco, e os atacantes Marrony e Keno.

Além disso, manteve Nathan em definitivo ao adquiri-lo junto ao Chelsea, da Inglaterra.

LEIA MAIS: