Alisson assume que narração o emocionou e dedica gol ao seu pai: “futebol é minha vida”

Autor de gol histórico pelo Liverpool, Alisson relembrou sua paixão pelo futebol, herdada do seu pai, José Becker, que faleceu em fevereiro deste ano

Flavio Souza
Colaborador do Torcedores.com.

Crédito: Divulgação / Twitter oficial Alisson

Herói na vitória do Liverpool contra o West Bromwich, Alisson viveu diversas emoções neste último domingo (16). O goleiro foi para área adversária nos acréscimos do jogo e de cabeça ele marcou o segundo gol do Liverpool, garantindo os três pontos para sua equipe. Para quem ainda não viu o lance, confira o gol e a emocionante narração de Paulo Andrade.

Nesta segunda-feira (17), o atleta foi entrevistado pelo programa BB Debate da ESPN Brasil, que contou com participação especial do Paulo Andrade. Alisson falou sobre o gol, dedicando o lance a seu pai. Além disso, ele comentou alguns fatos curiosos e opinou sobre Weverton, goleiro do Palmeiras e a situação do Internacional.

Quem chega e quem sai dos clubes?

 

Confira os principais trechos da entrevista de Alisson

O gol

Foi um momento incrível. Todo goleiro tem vontade de fazer um gol, é algo especial. Normalmente quando vai para a área é porque precisa do resultado, porque realmente precisa fazer o gol. Sempre vou com pensamento de pelo menos incomodar a defesa, tentar desviar a bola, pegar um rebote, mas marcar um gol como marquei, nunca tinha imaginado dessa maneira tão perfeita”.

Relação com seu pai

“Futebol é 100% ligado com a relação ao meu pai. Ele era goleiro também e tanto eu quanto o Muriel herdamos muito do estilo dele. Ele era um cara malucão e eu já fiz algumas defesas com o rosto, quando necessário. Essa paixão que ele tinha quando jogava ele transferiu para gente”.

Narração de Paulo Andrade

“Não tem como explicar em palavras. A narração falou muito bem, me emocionou, expressar completamente o sentimento o que significou esse gol tanto para mim, nesse momento tão difícil, e poder dedicar um gol para meu pai. Queria que ele tivesse visto isso pessoalmente. Eu dedico esse momento a ele e minha família.

A narração refletiu muito bem o que senti. A técnica não é tudo. Eu sou assim dentro de campo, me entrego por inteiro. Futebol é minha vida. Procuro separar as emoções, mas a perda do meu pai teve um impacto muito grande na minha vida. Difícil separar, porque durante o jogo eu acabo lembrando dele.

Tudo isso contribui para que esse gol se torne especial. E espero que se torne ainda mais, com a classificação para a Champions League, para que aí sim seja completado com chave de ouro.”

Jogada ensaiada?

Foi por instinto. Naquele momento eu só tentei não cabecear para cima, colocar ela na direção do gol. Mas quando eu revi o lance, reparei como o movimento foi técnico tão bem justificado. Lembro quando fui jogar um amistoso pelo sub-23 do Internacional e o Dadá Maravilha estava presente. Eu lembro dele falar da técnica de cabecear, queixo no peito, queixo no ombro. Aqui eu brinco com o Fabinho, com o Firmino. Se eles erram eu repito essa frase do Dadá.

Obviamente que eu não treino todos os dias, mas fico feliz de ter executado daquela maneira”.

Autorização de Klopp?

“Para ser sincero, eu não ia para a área. Normalmente vou quando é jogo eliminatória, mas a gente precisava do resultado. Fui olhando para o banco e em determinado momento o treinador de goleiros mandou ‘vai para área’. O Klopp não falou nada, mas ele permitiu que eu fosse. O Thiago disse que quase pediu para eu não ir para área, para eu voltar para gol. Existem coisas que não conseguimos explicar”.

Weverton

“Não é nenhuma surpresa esse momento que ele está vivendo. Ele tem uma qualidade gigante, um goleiro que não busca enfeitar. É um goleiro de nível de seleção. Ele chegou buscando títulos, sendo protagonista e isso contribui para todo esse momento. Fico muito feliz por ele. A seleção está bem servida de goleiros. Sempre esteve bem servida.”

Internacional

“Nem perder o Grenal estragou meu domingo. E não está morto quem peleia. Fui à prova viva disso. O Inter tem o jogo de volta para recuperar. As duas equipes fizeram um jogo muito corajoso, tentando jogar. Vejo que o novo treinador vem tentando colocar essa filosofia, de sair jogando desde o goleiro, correndo alguns riscos, mas isso faz parte do futebol. É bom ver que as equipes brasileiras estão tentando implementar isso.

Alguns clubes cometem exageros. Eu mesmo cometi alguns erros nessa temporada. Mas é bom os clubes buscando jogar. O nível do futebol brasileiro é alto, mas às vezes a gente não valoriza. Espero que o Inter possa reverter o resultado da final. Campeonato estadual só não valoriza quem não ganha. Para quem ganha, é muito gostoso comemorar”.

Feito histórico da Premier League

Alisson foi responsável pelo primeiro gol de um goleiro pelo Liverpool. Além disso, ele se tornou o 6º goleiro a marcar um gol no Campeonato Inglês. Antes dele, tinham feito gols Peter Schmeichel, Brad Friedel, Paul Robinson, Tim Howard e Asmir Begovic.

Por outro lado, ele é o quarto atleta da posição a ter gol e assistência na Premier League. Os outros três são Peter Schmeichel, Paul Robinson e Tim Howard

Palavras de Paulo Andrade

“Foi uma junção de fatores. Não sei se voltará a acontecer. Era nítido que os jogadores estavam cercados por certa tensão. Já dá para dizer que o Alisson está dentro da lista de jogadores históricos do Liverpool. É impossível não torcer pelo Alisson, por tudo que ele é dentro e fora de campo. Tecnicamente foi terrível a narração. Faltou voz, gritaria sem tamanho. De vez em quando o narrador pode permitir narrar com a calma. Ainda bem ele gostou, se refletiu o que estava sentindo, eu ganho o dia, o mês.

Assim que terminou o jogo, o Alisson chora. Como estava terminando a transmissão eu pude me emocionar. Quando termina a transmissão, minha mulher olhou para mim e disse ‘você pensou no seu pai né’?

O Alisson trouxe o resgate a cada um dos que sentiram verdadeiramente o momento, de alguma coisa na vida, neste domingo. Foi muito além do gol, de futebol, da possibilidade de classificação. Só tenho a agradecer.

LEIA MAIS

Alisson dedica gol histórico pelo Liverpool ao pai: “Sei que ele está feliz e orgulhoso”

Champions League: Confira como está a disputa por vaga nas principais ligas europeias