Em coletiva, Cuca se irrita com pergunta após empate do Atlético

Criticado nas redes sociais por conta da escalação, técnico do Atlético deu explicações sobre a estratégia adotada no primeiro jogo da decisão do Mineiro

Eder Bahúte
Colaborador do Torcedores.com.

Crédito: TV Galo

A entrevista coletiva de Cuca, após o primeiro jogo da final do Mineiro entre América e Atlético, acabou praticamente sendo pautada pela escalação utilizada pelo treinador neste domingo, na Arena Independência. Um destes questionamentos, porém, deixou o comandante do Galo incomodado.

O repórter Paulo Roberto Lagares, da Rádio Ita, chamou a atenção para o lado forte do Atlético (esquerdo), que teria ficado enfraquecido por conta das escolhas de Cuca.

“Hoje você escalou uma equipe até para, na minha opinião, tentar neutralizar as principais jogadas do América pelo lado que você duplicou o Arana com o Guga (Dodô, na verdade). Mas, nesta situação, você acabou neutralizando seu time que tem essa amplitude pelo lado esquerdo, com o Keno, até mesmo o Marrony no banco. Você acabou neutralizando a sua equipe e não o adversário?”, questionou.

Está em dúvida sobre qual curso de faculdade escolher?

Veja também: Cuca irrita torcida do Atlético durante final do Mineiro; veja repercussão

Cuca, porém, preferiu ser curto na resposta. “Isso é uma opinião sua”. Na sequência da coletiva, o técnico falou da estratégia inicial e das trocas durante o jogo. Em sua avaliação, o plano tático funcionou.

– Deu certo. Tirei o Réver porque ele deu uma “afogada” e o Dodô porque ele sentiu um desconforto. Mas, deu certo. Tanto que nós, no meu modo de ver, tivemos o domínio no primeiro tempo. Tivemos cinco, seis oportunidades, contra nenhuma do América, no primeiro tempo. É um losango que a gente faz com o Réver sendo o terceiro zagueiro, mais líbero, o volante saindo jogando. Com Tchê Tchê, Arana e Nacho, a ideia era ganhar o meio de campo. Muitas vezes deu certo.

Como tem a vantagem do regulamento, o Galo entra em campo no próximo final de semana precisando apenas de um empate para levar o troféu. O América, por sua vez, necessita vencer para garantir o tútulo. O segundo encontro será no Mineirão, sábado, às 16h30 (de Brasília).

LEIA MAIS: