Ex-treinador do Flamengo, Domènec Torrent aponta preferência de local em seu próximo trabalho

Após curta passagem no Flamengo, Dome segue livre no mercado

Bruno Romão
24 anos, jornalista formado pela Universidade Estadual da Paraíba, amante da escrita, natural de Campina Grande e um completo apaixonado por futebol. Contato: bruno.romao.nascimento@gmail.com

Crédito: Alexandre Vidal / Flamengo

Em entrevista ao jornal “AS“, Domènec Torrent avaliou seus próximos passos na carreira de treinador. Contratado para substituir Jorge Jesus no Flamengo, o catalão teve uma curta passagem no futebol brasileiro, e, no momento, deseja treinar uma equipe da Europa. Agora, resta saber se algum time do Velho Continente irá apostar na chegada do ex-auxiliar de Guardiola.

“Estou esperando uma equipe. Eu gostaria de treinar na Europa. Existem algumas opções, mas nada decidido”, declarou.

Sobre sua trajetória no Flamengo, Dome valorizou os jovens das categorias de base do Rubro-Negro. No duelo contra o Palmeiras, pelo Brasileirão de 2020, em São Paulo, vários jovens, como Hugo Souza e Ramon, entraram em campo e chamaram atenção pelo bom desempenho no Allianz Parque. Em contrapartida, o técnico criticou o cenário do país, com constantes mudanças de treinadores.

Quem chega e quem sai dos clubes?

 

“Há uma abundância de talentos. É incrível. Outra coisa é que os jogadores saem muito jovens. Fiz um jogo no Flamengo com sete jogadores da base, que foram muito bons. Agora existe uma curiosa mistura entre muitos jovens talentos e jogadores veteranos que triunfaram na Europa, como Diego Alves, Filipe Luís e Diego Ribas, que querem terminar a carreira a jogar no Brasil, o que enriquece o jogo”, expressou.

“A organização é uma loucura, é comum ter times que trocam de técnico três e quatro vezes na temporada e técnicos que dirigem dois times na o mesmo campeonato. Agora eles trabalham para limitar as mudanças de treinadores“, completou.

LEIA MAIS