Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Argentina vence Colômbia nos pênaltis e vai à decisão da Copa América

Argentina conseguiu vencer a seleção da Colômbia na cobrança de pênaltis após jogo muito movimentado em Brasília para avançar à final da Copa América

Fabrício Carvalho
Jornalista formado / Rio de Janeiro. Redator de notícias, artigos e relatos sobre futebol nacional e internacional, basquete e esportes americanos.

Crédito: Conmebol Media

Argentina Argentina 1(3)-(2)1 Colombia Colômbia
Copa América 2021 - Semifinal

A Argentina se classificou para a final da Copa América nesta terça-feira (6) ao vencer a Colômbia nos pênaltis, depois de 1 a 1 no tempo regulamentar, em jogo realizado no Estádio Mané Garrincha.

Os argentinos pressionaram bastante no primeiro tempo e conseguiram abrir o placar rapidamente com Lautaro Martínez, em mais uma assistência de Lionel Messi. A Colômbia teve chance de empatar com Cuéllar, mas desperdiçou.

Na segunda etapa, foi a vez dos colombianos pressionarem bastante depois das alterações de Reinaldo Rueda, originando no gol marcado por Luis Díaz. Porém, a seleção da Argentina retomou o domínio das ações e construiu diversas chances para marcar, mas não aproveitou e a vaga acabou sendo decidida nos pênaltis.

A tensão ficou ainda mais elevada na disputa de pênaltis com os erros nas cobranças iniciais das duas seleções, mas a decisão terminou depois que Cardona parou na terceira defesa do goleiro Martínez, que levou a seleção argentina para a final.

A Argentina enfrentará o Brasil na final da Copa América. O jogo será realizado no próximo sábado (10), a partir das 21h pelo horário de Brasília, no Maracanã.

Primeiro tempo

Os primeiros movimentos da partida consistiram nas duas equipes tentando se anular com pressão nas saídas adversárias. Os colombianos tentaram a primeira jogada na disparada de Borré pela direita, que acabou perdendo a bola.

A seleção argentina chegou pela primeira vez aos 3′, com Messi recebendo na intermediária para driblar Cuéllar e tirar de dois marcadores para cruzar no lado direito. Lautaro surgiu bem posicionado e cabeceou, levando perigo ao goleiro Ospina.

Depois deste lance, os argentinos engataram uma ótima sequência ofensiva. Aos 4′, Tagliafico avançou pela esquerda e fez a diagonal buscando Nico González , mas acabou não conseguindo dominar a bola. Aos 5′, Cuadrado recebeu na direita e cabeceou na segunda trave para Zapata, em passe que saiu forte.

Finalmente, aos 6′, a Argentina encaixou a jogada do gol. Lo Celso achou Messi dentro da área, mas o artilheiro acabou pegando mal. Porém, se recuperou e girou de forma espetacular para Lautaro chegar batendo de primeira para abrir o placar.

Os colombianos tentaram responder logo na saída de jogo com Luis Díaz avançando muito bem na ponta esquerda para cruzar rasteiro buscando Cuadrado, com absoluta liberdade, dentro da área. Martínez foi testado e fez ótima defesa.

Depois de um início muito aberto, a intensidade do jogo diminuiu um pouco, com a seleção colombiana tentando encontrar mais espaços, mas encontrando dificuldades para concluir com qualidade.

Aos 21′, Cuéllar dominou a bola e fez cruzamento para a grande área, em bola que bateu em Guido Rodríguez e originou falta. Na cobrança Martínez espalmou e afastou. Cuéllar tentou novo cruzamento na sobra e o goleiro defendeu.

O atacante ex-Flamengo estava sendo bastante acionado, tanto em jogadas de bola parada, quanto na armação das jogadas ofensivas. Porém, uma das melhores chances foi construída com Luís Díaz, aos 35′ de jogo.

Otamenti afastou após boa jogada na esquerda, mas Lucas Barrios apareceu de surpresa para pegar de primeira em bola que desviou em Lo Celso e acabou na trave.

No lance seguinte, a Colômbia acertou outra bola na trave depois do escanteio cobrado por Cuadrado na direita. Mina subiu muito alto e quase surpreendeu o goleiro adversário.

Encerrando o primeiro tempo, a Argentina também quase marcou. Aos 43′, Messi bateu cobrança de escanteio na segunda trave e Nico González testou firme, parando em grande defesa de Ospina que estava atento e espalmou.

 

Segundo tempo

Reinaldo Rueda voltou com três alterações para o segundo tempo, buscando maior poder ofensivo à sua equipe. Cardona, Fabra e Chará entraram nos lugares de Borré, Tesillo e Cuéllar. Na seleção argentina, Montiel entrou no lugar de Molina. Pouco depois, Borja entrou no lugar de Zapata.

Assim como na primeira etapa, o jogo seguiu bastante movimentado. No entanto, houve domínio da seleção colombiana que conseguiu pressionar bastante até chegar ao gol de empate.

Ao ser lançado na extremidade esquerda por Cardona, Luis Díaz superou a marcação com bastante velocidade e tocou na saída do goleiro Martínez, marcando o gol da Colômbia e empatando tudo aos 15′ do segundo tempo.

Com o placar empatado, a tensão subiu dentro do gramado em Brasília com mais faltas e mais encaradas entre os jogadores das duas seleções. Enquanto isso, a Colômbia seguia tentando ampliar e Cuadrado construiu mais uma jogada aos 21′, contando com Davinson Sánchez ganhando pelo alto, mas cabeceando fraco.

Depois de ser pressionada, a Argentina teve tudo para marcar o segundo gol em contragolpe quase fatal aos 27.’ Di Maria percorreu o campo inteiro sem marcação e driblou Ospina que saiu mal. Antes de finalizar, conseguiu achar Lautaro Martínez também livre na esquerda, mas Barrios salvou em baixo da trave. Na sobra, Di María apareceu novamente, e isolou.

Na reta final, os argentinos seguiram pressionando mais e quase todas as jogadas estavam passando por Lionel Messi, cobrando faltas e armando jogadas.

Aos 35′, os argentinos tiveram outra oportunidade gigantesca em nova jogadaça de Dí Maria que conseguiu encontrar Messi dentro da área. O artilheiro se livrou da marcação e chutou firme, mas parou na trave. Na sobra, Lautaro bateu em cima de Sánchez, que salvou a Colômbia.

Mais uma grande chance surgiu aos 39′, quando Messi recebeu de Di Maria e acertou uma bola cavadinha na pequena área. Tagliafico conseguiu alcançar, mas finalizou mal demais e a bola saiu.

 

Pênaltis

  • COL-ARG
  1. Cuadrado (O) // Messi (O)
  2. Davinson Sánchez (X) // De Paul (X)
  3. Mina (X) // Paredes (O)
  4. Borja (O) // Lautaro Martínez (O)
  5. Cardona (X)

 

FICHA TÉCNICA
ARGENTINA 1(3)-(2)1 COLÔMBIA

Data: 06/07/2021, 22:00
Estádio: Mané Garrincha
Árbitro: Jesus Valenzuela (Venezuela)

Gols: 1T 7′ Lautaro Martínez (Argentina); 2T 16′ Luis Díaz (Colômbia)

Substituições – Argentina : Gonzalo Montiel (Molina); Paredes (Lo Celso); Di María (González)

Substituições – Colômbia :  Chará (Cuellar); Cardona (Borré); Borja (Zapata)

Argentina (4-3-3): Emiliano Martinez; Molina, Pezzella, Otamendi, Tagliafico; De Paul, Guido Rodriguez, Giovani Lo Celso; Lionel Messi, Lautaro Martinez, Nicolas Gonzalez. Técnico: Lionel Scaloni

Colômbia (4-4-2): Ospina; Munoz, Yerry Mina, Davinson Sanchez, Tesillo; Cuadrado, Barrios, Cuellar, Luis Diaz; Rafael Borre, Duvan Zapata. Técnico: Reinaldo Rueda

LEIA MAIS