Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Emprestado pelo Inter, Nonato se empolga em nova etapa e fala as primeiras palavras com a camisa do Fluminense

Meio-campista Nonato foi emprestado pelo Inter ao Fluminense até o fim da temporada de 2022

Eduardo Caspary
Jornalista formado pela PUCRS em agosto de 2014. Dupla Gre-Nal.

Crédito: Foto: Reprodução/Instagram

Sem espaço sob comando de Diego Aguirre, com quem não jogou desde o retorno do treinador em junho, Nonato foi oficialmente emprestado pelo Inter ao Fluminense e empolgação não faltou nas primeiras manifestações do meio-campista de 23 anos no novo clube.

“Muito feliz em defender esta camisa e fazer parte de um clube com tanta tradição! Agradeço ao Fluminense pela oportunidade e confiança”, publicou o atleta na sua rede social:

Nonato também disse algumas palavras bem motivadas na primeira entrevista aos canais oficiais de comunicação do Fluminense:

“Me disseram que o grupo é muito acolhedor e estou muito animado para ajudar meus novos companheiros. Gosto do jogo intenso, de ter a bola no meio de campo. Minhas características são o passe e a visão de jogo. Espero que eu possa complementar com as qualidades dos meus companheiros. Vim para ajudar e conquistar grandes coisas esse ano”, ampliou.

Valores da transferência de Nonato

A negociação por empréstimo dará ao Inter um total de R$ 500 mil a ser pago parcelado em 10 meses – o vínculo também tem opção de compra de 50% dos direitos econômicos do volante fixada em US$ 2,5 milhões de dólares (R$ 12,8 milhões na cotação atual), segundo o Globoesporte. Caso ocorra uma proposta neste período, o Fluminense terá o direito de cobrir. Se não fizer, ao menos ganhará 10% da taxa de vitrine.

Nonato segue com contrato com o Inter até o final da temporada de 2023. Ele deixou o clube com 91 partidas disputadas.

LEIA MAIS:

Grêmio anuncia a volta de Felipão, informa tempo de contrato e dirigente se empolga: “Vontade juvenil de trabalhar”

Méndez elogia reforço do Inter, fala de duelo com Diego Souza e diz que fez do último Gre-Nal “uma guerra”

Douglas Costa cita culpa maior dos jogadores por fase do Grêmio e fala de Felipão após derrota para o Palmeiras