Mercado da Bola: Lisca recusa oferta; Botafogo pensa em solução caseira

Lisca acabou surpreendendo a diretoria do Botafogo ao recusar proposta para assumir o time; Alvinegro carioca pode seguir restante da Série B com auxiliar

Fabrício Carvalho
Jornalista formado / Rio de Janeiro. Redator de notícias, artigos e relatos sobre futebol nacional e internacional, basquete e esportes americanos.

Crédito: Mourão Panda/América

O técnico Lisca respondeu na tarde desta terça-feira (14) à proposta oficial enviada pelo Botafogo, recusando assumir o comando técnico da equipe para o restante da temporada 2021.

Conheça a 1xBet:

Um novo jeito de fazer sua aposta esportiva!

Apesar de mensagens positivas por boa parte dos torcedores botafoguenses engajados em mídias sociais e otimismo da diretoria, Lisca surpreendeu e recusou a oferta.

O último clube treinado por Lisca foi o América-MG, onde conseguiu o acesso à Série A na temporada anterior, levou o clube à decisão do Campeonato Mineiro e obteve bons resultados no início do Brasileirão neste ano.

Pelo América-MG, Lisca conseguiu 31 vitórias, 20 empates e 13 derrotas em 64 jogos, no período entre janeiro de 2020 à junho de 2021, em seu trabalho mais longevo na carreira como técnico.

Lisca também possui experiência com passagens por Internacional, Ceará, Náutico, Joinville, Guarani, Criciúma, Joinville e Sampaio Corrêa, onde iniciou sua carreira de técnico.

Sem Lisca, Botafogo já pensa em solução caseira

Pega de surpresa com a recusa, o Botafogo agora retomará a busca por um novo técnico no mercado. Porém, desta vez, há um clima de desânimo na diretoria.

Já com a expectativa de não conseguir um nome que consiga agradar diretoria, jogadores e torcida, o Botafogo já avalia seguir o restante da Série B com um auxiliar fixo.

Cabe lembrar que a cautela é exigida pois o Botafogo demitiu Marcelo Chamusca e não poderá mais demitir técnicos até o fim da Série B deste ano, em nova regra adotada pela CBF.

LEIA MAIS