Polêmica! Jogadoras são multadas por usarem short inadequado em torneio na Europa

Jogadoras da seleção norueguesa de handebol de areia se recuaram a usar a parte de baixo do biquíni em uma partida do Campeonato Europeu

Mário André Monteiro
Jornalista com passagens por Portal iG, Fox Sports e Osasco Audax. Atualmente editor do Alemanha FC (http://www.alemanhafc.com.br). No Twitter: @alemao_mario e no Instagram: @marioalemao

Crédito: Instagram

A equipe feminina de handebol de areia da Noruega foi multada por usar “roupas impróprias” em partida do Campeonato Europeu da modalidade, que foi disputado na Bulgária.

Segundo a organização, as atletas usaram shorts ao invés de biquínis. E os biquínis são obrigatórios, como manda o regulamento.

Cada jogadora da seleção norueguesa terá que pagar uma multa de 150 euros, o equivalente a R$ 926 na cotação atual. A Federação Norueguesa de Handebol de Areia deve arcar com esse custo.

“É claro que estávamos preparados para pagar qualquer multa. Estamos todos no mesmo barco”, disse o presidente da entidade, Kare Geir Lio, em entrevista à AFP.

As atletas se recusaram a usar os biquínis por acharem “degradante e impraticável”.

“O mais importante é ter vestimentas com os quais as jogadoras se sintam confortáveis”, disse Lio. “Deve ser uma escolha livre dentro das regras padronizadas”

Antes do Campeonato Europeu, a Noruega havia abordado a organização pedindo permissão para jogar de shorts. Mas o pedido foi negado.

A seleção da Noruega usou a parte de baixo do biquíni durante toda competição. Os shorts foram utilizados apenas no último jogo, na disputa da medalha de bronze contra a Espanha – e as espanholas venceram por 2 a 0.

A Noruega promete lutar para alterar os atuais regulamentos de uniformes. Isso será discutido pelos órgãos nos próximos meses.

“A Federação Norueguesa de Handebol de Areia está empenhada em levar esta questão adiante, no interesse de todas as federações”, disse um porta-voz da entidade à AFP.

E MAIS

Confira as seleções com maiores chances de medalha de ouro no futebol feminino

Olimpíadas de Tóquio: Nadadores russos são liberados para competir

Usain Bolt fala sobre Olimpíadas de Tóquio sem torcida e aponta favorito para vencer os 100m