Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Ex-repórter da Globo revela treta com Muricy: “Sabia que quase fui demitido?”

Durante a entrevista, o jornalista fez questão de dizer que já fez as pazes com o Muricy

Dayvidson Soares
Jornalista, com passagens por Globoesporte.com, Lance! (Craque do Futuro) e Jornal Gazeta de Alagoas. Apaixonado por futebol e boas histórias.

Crédito: Reprodução

Ex-repórter e apresentador da Globo, Ivan Moré participou do podcast Podpah, no Youtube, na última quinta-feira (9), e entre os assuntos ele falou da treta que teve com o técnico Muricy Ramalho.

“Uma vez eu fiz uma reportagem e ele (Muricy Ramalho) não curtiu. O meu chefe de reportagem falou: ‘Tu vai fazer a reportagem do Muricy e contra que o Juvenal Juvêncio está escalando o time. Eu tenho fonte que tá’. E coloquei isso na matéria”, falou Ivan Moré.

Após isso, o jornalista contou que foi xingado pelo treinado, sendo que Muricy esbravejava para o assessor do São Paulo como se fosse para falar diretamente para ele que tinha feito a reportagem. “Eu falei: Juca (assessor do São Paulo), isso não se faz. Fala comigo, né?”

Em 2008, o São Paulo foi eliminado da Libertadores para o Fluminense e o Muricy estava para ser demitido. Assim, Ivan Moré foi mandado para o clube com o objetivo de tentar dar o furo de reportagem.

“Cheguei no centro de treinamento, todo mundo esperando e o Muricy não apareceu. Eu sou muito intuitivo. Pensei: ‘O Muricy não vai ser demitido aqui, vai ser no Morumbi’. E fui para o Morumbi”, revelou o jornalista, indo contra o que foi pedido pelo seu chefe, que era de seguir no Centro de Treinamento do São Paulo.

Chegando no Morumbi, o jornalista se informou que o presidente do São Paulo estava no local e ficou no aguardo para a ‘possível’ chegada de Muricy. Em um momento que foi no banheiro, o treinador chegou e foi direto para a sela do presidente Juvenal Juvêncio.

O jornalista ficou na espera e quando Muricy Ramalho saiu da reunião com o presidente do São Paulo e ao tentar conversar o Muricy disparou contra ele: “Não converso com você”.

Ivan Moré falou ainda que tentou pegar a confirmação da demissão do treinador com o presidente, que passou a questão para ser respondida pelo dirigente João Paulo de Jesus Lopes. Mas o diretor despistou o negou a saída.

“Meu chefe me ligou e disse: ‘Crava o furo (de reportagem). Eu disse: ‘Eu não consigo cravar, porque a diretoria falou que não foi’. Deu três minutos, o Muricy me viu lá e deu a informação para o Leandro Quesada, da Bandeirantes, que deu o furo de reportagem”, revelou Ivan Moré, que tomou um esporro do seu chefe pelo ocorrido.

Revoltado, o jornalista contou que foi tomar satisfação que o doutor João Paulo de Jesus Lopes, dirigente do São Paulo que negou a saída do técnico e disse: “O doutor, o senhor me fud@$ né? Sacanagem, eu estava com o furo na mão. Sabia que eu quase fui demitido por causa dessa?”.

Leia também:

Ex-Globo detona Casagrande por criticar o governo: “Vergonha foi todo exemplo que ele deu para sociedade”

Neymar e Casemiro lideram ‘trote’ na seleção, que tem Gerson cantor e discurso de novatos; assista

7 jogadores que começaram a temporada com sequência, mas perderam espaço no Brasileirão

Marinho cita “erro médico”, detona o Santos e releva ofertas de dois rivais: “Preciso respirar”