Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Palmeiras não atinge meta de vendas e prega cautela

Clube vendeu apenas Viña para a Roma

Matheus Camargo
Jornalista formado pela Universidade Estadual de Londrina (UEL), colaborador do Torcedores.com desde 2016, radialista na Paiquerê 91,7.

Crédito: AVELLANEDA, ARGENTINA - JANUARY 05: Matias Viña of Palmeiras celebrates after scoring the third goal of his team during a first leg semifinal match between River Plate and Palmeiras as part of Copa CONMEBOL Libertadores 2020 at Estadio Libertadores de América on January 05, 2021 in Avellaneda, Argentina. (Photo by Juan I. Roncoroni – Pool/Getty Images)

O Palmeiras não vem tendo uma janela de transferências satisfatória para o caixa do clube. Com isso, o Verdão mantém cautela para realizar qualquer contratação para o elenco, mesmo que o encerramento do período de inscrições seja apenas no dia 24 deste mês. Sem vendas, além da de Matías Viña para a Roma, o Palmeiras não tem se movimentado para assinar com novos atletas.

O Palmeiras contava com ao menos R$ 80 milhões em vendas, segundo publicou o Globoesporte.com, para que assim pudesse investir no elenco. Porém, não chegou a essa quantia. Viña saiu por quase R$ 39 milhões. Além dele, o clube ainda recebeu R$ 9 milhões pela saída de Emerson Santos ao Kashiwa Reysol e R$ 10 milhões por Vitinho, que foi ao Red Bull Bragantino.

Com isso, os valores chegaram apenas a R$ 58 milhões. O clube contratou Jorge e Matheus Fernandes, ambos de forma gratuita, e teve os retornos de Dudu e Deyverson. O Verdão gostaria de contar com mais um centroavante, mas deve dar mais uma chance a Luiz Adriano e não vai mais ao mercado.

O Palmeiras recusou uma proposta nesta janela. O Grupo City queria comprar Wesley por R$ 45 milhões, mas o clube achou a proposta baixa.

Leia também:

Que pontaria! Brasileirão tem time com 10 gols de fora da área no 1º turno

Galvão critica Neymar e faz comparação com Messi: “Apanha tanto quanto ele”

Ex-repórter da Globo revela treta com Muricy: “Quase fui demitido”

Siga o autor

Instagram

Twitter