Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Comentarista faz discurso antivacina ao vivo na ESPN e causa revolta

Discurso foi detonado por internautas nas redes sociais

Rogério Araujo
Jornalista formado pelo Centro Universitário de Brasília - UNICEUB. Colaborador do Torcedores desde 2017. Dono do canal Séries e Filmes no Instagram.

Crédito: Reprodução/ESPN

Nesta sexta-feira (15), o comentarista Paulo Antunes fez um discurso antivacina durante uma fala ao vivo no ESPN League. O que causou uma revolta nas redes sociais.

Durante uma análise sobre o Kyrie Irving, jogador de basquete do Brooklyn Nets que foi proibido de jogar em Nova York por não aceitar tomar a vacina, o comentarista se colocou como apoiador do atleta.

“Eu respeito, se ele não quiser tomar a vacina, ele não toma. As pessoas precisam colocar no corpo delas o que elas acham que é certo, se é uma vacina que vai funcionar ou não. Depende… A vacina faz mal? A gente não sabe. Porque geralmente demora muitos e muitos anos de teste para aprovar uma vacina. E foi um negócio muito rápido aqui. Então eu consigo entender esse pensamento”, disse Paulo Antunes.

“Agora, a NBA está obrigado os seus jogadores a tomarem a vacina. Aí é um problema, porque ele não pode jogar na NBA. Ele não quer tomar vacina? Ok, ele não vai poder jogar na NBA. Por exemplo, não pode jogar em Nova York sem ter a vacina? Como que o Brooklyn vai ter esse jogador no elenco? Não tem condição”, completou ele.

“Aí ele vai ser trocado. Quem que vai pegar um jogador desses? Que vai ter que ficar fora de N jogos porque não tomou a vacina, e aquela cidade não permite. É um risco muito grande. Como você vai montar a sua equipe em volta, porque ele é uma superestrela, é o tipo de jogador que você monta a sua equipe em volta dele. Como você vai fazer isso com o Kyrie Irving? Essa é a grande questão aqui”, concluiu o comentarista.

Confira a repercussão no Twitter com críticas ao comentário de Paulo Antunes:

LEIA TAMBÉM: