Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Livre no mercado, Daniel Alves se oferece para acertar com novo clube: “Basta me ligar”

Daniel Alves está disposto a atuar, novamente, no futebol europeu

Bruno Romão
24 anos, jornalista formado pela Universidade Estadual da Paraíba, amante da escrita, natural de Campina Grande e um completo apaixonado por futebol. Contato: bruno.romao.nascimento@gmail.com

Crédito: Pedro Vilela/Getty Images

Em entrevista ao jornal “Sport“, Daniel Alves deixou claro que irá aceitar uma possível proposta do Barcelona. Aos 38 anos, o lateral-direito se encontra livre no mercado e com um plano na reta final da carreira: disputar a Copa de 2022. Sendo assim, para cumprir o desejo, o atleta precisa estar atuando em alto nível, algo que pode acabar se complementando com o processo de reconstrução do time catalão.

Mesmo assim, apenas uma reviravolta vai assegura a volta de Daniel Alves. De acordo com o diário “Mundo Deportivo”, a diretoria não vê com bons olhos a contratação de Daniel Alves. No projeto do clube, que aposta em jovens como Pedri e Gavi, uma possível investida pelo atleta veterano se encontra inviável.

“O único lugar neste mundo onde tenho casa é em Barcelona. O carinho, amor e respeito que tenho por esta casa é demais. Se o Barça achar que precisam de mim, basta me ligar. Sempre procuro um clube que obviamente me permita competir com os grandes, lutar por títulos e fazer transformações onde quer que esteja. Não considero outro cenário que não seja este”, disse.

“O Barça vai voltar. Pode ser em meio ano, em três meses, em um ano, mas voltará porque sempre voltou e não será agora que não terá sucesso. Nós que amamos a casa estamos dispostos a ajudar de alguma forma para que o clube recupere aquele poder, aquela filosofia de conexão entre todos nós que todos se apaixonaram“, completou.

FORÇA MENTAL

Além disso, Daniel Alves admitiu que a ausência na Copa de 2018 ainda causa uma sensação incômoda. Dessa forma, para deixar a frustração para trás, o sonho de estar presente no Mundial de 2022 está mais vivo do que nunca. Isso porque ele faz questão de cuidar do lado mental, estando focado em cumprir o objetivo.

“No meu subconsciente fica o espinho de não ter ido à Copa do Mundo de 2018 e saber que se você se cuidar pode competir. Muitas vezes você para de jogar não por causa da parte física, mas porque foi destruído mentalmente. E esta é uma das coisas que tenho mais forte: decido quando começo e decido quando termino“, contou.

LEIA TAMBÉM

Daniel Alves no Barcelona, demissão na Globo e mais: veja as últimas notícias do futebol

Vai voltar? Daniel Alves aparece em Barcelona e jornal questiona sobre retorno do lateral ao clube

Daniel Alves publica vídeo no Instagram e revolta torcedores do São Paulo com atitude

Sormani usa Flamengo e Corinthians para explicar o motivo de Neymar ser “tão odiado”

Novas estrelas? Diretor do Corinthians avalia rumores sobre Soteldo e Marcelo

Série A: TV Globo oficializa acordo com clube para transmissão de jogos em TV fechada

Memes da 26ª rodada do Brasileirão: Andreas Pereira, Rogerio Ceni, Nacho Fernández, Patrick e muito mais

Neto cutuca Galvão após polêmica com Neymar: “Não é homem para sustentar o que falou”