Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Ex-atacante abre o jogo sobre Andrés Sanchez e revela postura do presidente em ano que o Corinthians quase foi rebaixado

Jogador ainda disse que o ex-presidente do Corinthians foi o maior dirigente com quem trabalhou

Matheus Camargo
Jornalista formado pela Universidade Estadual de Londrina (UEL), colaborador do Torcedores.com desde 2016, radialista na Paiquerê 91,7.

Crédito: Rodrigo Coca/ Ag. Corinthians

Ex-atacante de Palmeiras, São Paulo e Corinthians, Roger, que aposentou no início deste ano, fez revelação sobre sua passagem pelo Timão, em 2018, ano de vacas magras e briga contra o rebaixamento no clube.

Aniversário CLUBE EXTRA

Clique e veja as melhores promoções!

Em entrevista ao ‘Charla Podcast‘, do Youtube, Roger disse que Andrés não fez duras cobranças ao elenco e só fez um pedido: que não deixasse o time cair para a Série B.

“Ele é top. Não fala nada, ele é maravilhoso. O Andrés é coração puro. Estávamos para cair (em 2018), foi um ano difícil. Ele nunca entrou no vestiário e xingou, nada disso. Ele só falou: ‘não deixa cair, aqui a gente não cai, a gente ganha campeonato’.”, disse Roger, que se declarou ao ex-presidente do Timão.

Segundo ele, que passou por gigantes brasileiros como São Paulo, Palmeiras, Botafogo, Fluminense e Internacional, Andrés é o maior dirigente com quem trabalhou.

“Quem critica ele é porque ele não fica no muro. Ele dá nome aos bois, não faz propaganda. É o maior com quem eu trabalhei, é olho no olho. Você pode confiar, ele é do bem. Só que o Andrés é Corinthians, e o cara que é muito Corinthians, é meio louco.”

Andrés deixou a presidência do Corinthians no ano passado. O atual presidente do Timão é Duílio Monteiro Alves.

Leia também:

As melhores notícias de esportes, direto para você