Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Ex-Corinthians e Palmeiras abre o jogo, revela que foi alcoólatra durante a carreira e que problema quase levou ao fim do casamento

Jogador passou por gigantes do futebol brasileiro e só foi superar o problema na parte final da carreira

Matheus Camargo
Jornalista formado pela Universidade Estadual de Londrina (UEL), colaborador do Torcedores.com desde 2016, radialista na Paiquerê 91,7.

Crédito: Rodrigo Gazzanel/Agência Corinthians

Com passagens por clubes gigantes como Palmeiras, São Paulo e Corinthians, o ex-centroavante Roger fez revelação surpreendente em entrevista ao ‘Charla Podcast‘, do Youtube. Segundo o ex-atleta, que encerrou a carreira nesta temporada, na Inter de Limeira, um problema com o alcoolismo atrapalhou sua carreira e quase acabou com seu casamento.

Roger disse que teve um ‘start’ e abandonou a vida regada a álcool quando sua esposa ameaçou se separar.

“Em 2012 eu fiz um grande ano com a Ponte Preta. Fui capitão, ficamos na primeira divisão. Eu contava com a renovação e ela não veio. Foi um ano de muita intensidade, joguei muitos jogos. No fim do ano fui para a praia e passei do ponto com a cerveja. Nunca bebi whisky, vodka, tomava cerveja, era o ‘brahmeiro’ total. Tomava 20 chopps direto, era interminável, final da noite era no posto de gasolina para a saideira. E eu nunca tinha feito uma viagem com a minha família, sempre estava com a casa cheia de amigo. Aí depois de um dia desses (na viagem), vi a patroa pegar as coisas e falar que ia embora. Na outra semana eu peguei tudo, todas as cervejas, bebidas, tinham alguns presentes, tirei tudo, e falei: ‘vou parar de beber. A partir de hoje eu não bebo nunca mais, me dá mais uma chance.’ Voltei para a igreja, frequentei os cultos de novo.”

O ex-atacante de Corinthians, Palmeiras e São Paulo então se declarou como um alcoólatra.

“Eu fui um alcoólatra. Acordava de manhã depois de uma ressaca e falava que ia tomar mais uma para rebater. Jogador é muito resistente. Pode pegar qualquer um que não sustenta. Tem essa resistência de treino, de força. Eu bebia muito.”

Leia também:

As melhores notícias de esportes, direto para você