Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Abel Ferreira só deixará o Palmeiras em 2022 em uma situação; veja qual

Treinador português tem contrato com o Palmeiras até dezembro de 2022, mas ainda não definiu a permanência

Marcel Thomé
Jornalista e assessor de imprensa

Crédito: Cesar Greco/Palmeiras

Dias após a conquista do bicampeonato seguido na Libertadores, o Palmeiras ainda não tem a certeza de que o técnico Abel Ferreira vai continuar no comando da equipe para a temporada 2022.

O treinador português revelou que pretende conversar com a família e refletir bastante antes de tomar uma decisão, mas, segundo o jornalista André Rizek, apresentador do programa “Seleção SporTV”, Abel só não ficará no Palmeiras em 2022 se receber um boa proposta de um time europeu. E isso ainda não aconteceu.

Ele (Abel Ferreira) vai sair se tiver proposta da Europa. Ainda não tem. O lance não é dinheiro, se fosse dinheiro, ele já estaria na Arábia. Ele vai descansar dez dias, tem contrato em vigor com o Palmeiras, mais um ano. Ele espera, mesmo com o contrato, alguma valorização do Palmeiras, que seja salarial, aumentar premiação para os títulos do ano que vem, e aguarda a movimentação do mercado europeu. Se tiver proposta de um clube europeu, ele não vai ficar, assim como Jorge Jesus também não ficou e voltou quando teve a chance. Neste momento, Abel não tem proposta do futebol europeu“, disse Rizek.

Além do contrato até dezembro de 2022, Abel tem ainda uma opção de renovar por mais uma temporada com o Verdão prevista em contrato.

De férias, o treinador não comanda o time alviverde hoje (30) contra o Cuiabá, às 22h (horário de Brasília), na Arena Pantanal, em partida da 36ª rodada do Brasileirão.

LEIA TAMBÉM:

Andreas Pereira conversa com torcedores do Flamengo após falha na Libertadores; jogador já definiu futuro

Palmeiras pode perder cinco jogadores para a disputa do Mundial

Brasileirão: Globo monta esquema para transmitir título do Atlético-MG

Novo técnico do Flamengo, futuro de Abel encaminhado, sondagem por Gabigol, ‘novela Goulart’ e mais: as últimas do futebol