Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Sem condições de estar em campo, Kannemann “vira” treinador, grita muito e apoia jogadores do Grêmio; assista

Zagueiro gremista Walter Kannemann encontrou uma forma de ajudar o Grêmio contra o Flamengo na Arena

Eduardo Caspary
Jornalista formado pela PUCRS em agosto de 2014. Dupla Gre-Nal.

Crédito: Foto: Reprodução/TV

Mais uma vez, o Grêmio se viu desfalcado de Walter Kannemann às vésperas de um jogo importante e o zagueiro argentino, pelas velhas dores que vem sentindo no quadril, ficou apenas no banco de reservas no eletrizante empate em 2×2 diante do Flamengo, pelo Brasileirão, nesta terça-feira.

O jovem Ruan foi a campo, e o gringo, do banco de reservas, usou a garganta para apoiar os colegas e mais de uma ocasião foi visto em pé, atrás do técnico Vagner Mancini, gritando e orientando o posicionamento dos companheiros:

Momentos antes do jogo, a assessoria de imprensa do Grêmio passou para os jornalistas o boletim envolvendo a não escalação de Kannemann:

“O zagueiro Kannemann fica fora por dores no quadril. Foi avaliado à tarde e o Departamento Médico optou por preservá-lo em virtude da sequência recente”, disse o clube antes do jogo.

Assim, é possível imaginar que o argentino poderá estar em campo no confronto direto de sexta-feira, 19h, fora de casa, diante do Bahia. Com o empate, o Grêmio se manteve em 18° colocado com 36 pontos, quatro a menos que o primeiro time fora do Z4 que é o Juventude.

As partidas que restam ao Grêmio de Kannemann:

• Bahia (Fonte Nova) – 26/11
São Paulo (Arena) – 02/12
Corinthians (Neo Química Arena) – 05/12
Atlético-MG (Arena) – 09/12

As melhores notícias de esportes, direto para você

 

LEIA TAMBÉM:

Mancini vê Grêmio “vivo” depois de empate com o Flamengo