Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Everton contesta versão de dirigente, nega ter pedido liberação e é criticado por torcida do Grêmio: “Férias desde que chegou”

Everton Cardoso consta entre os jogadores do Grêmio afastados nesta reta final do Brasileirão de 2021

Eduardo Caspary
Jornalista formado pela PUCRS em agosto de 2014. Dupla Gre-Nal.

Crédito: Foto: Reprodução

Um dos jogadores afastados do Grêmio neste momento da temporada é Everton Cardoso, de 32 anos, reserva atual da equipe e que tem contrato até o final da temporada de 2022. Segundo o vice de futebol Denis Abrahão, responsável por comunicar os sete afastamentos na última segunda-feira, o meia canhoto havia pedido liberação antecipada, algo contestado pelo staff e seu atleta.

“O Everton também queria sair de férias de maneira antecipada. É um jogador que tem mais um período de contrato com o Grêmio e nós vamos tentar fazer negócio com ele. Não está nos planos para o próximo ano”, afirmou o dirigente gremista.

O staff de Everton, segundo relato do jornalista Jeremias Wernek, do UOL, garante que não houve pedido algum de liberação por parte do jogador:

Além dele, foram dispensados Jean Pyerre, Paulo Miranda, Luiz Fernando, Léo Pereira, Guilherme Guedes e Leonardo Gomes. Do grupo, apenas os dois últimos tendem a se reapresentar normalmente no ano que vem.

Everton é criticado pela torcida do Grêmio

Contratado em 2020 por troca com Luciano, do São Paulo, Everton não conseguiu se firmar no Grêmio e nunca teve sequência como titular, tendo sido inclusive afastado da equipe para treinar em separado com Paulo Victor e Victor Ferraz no meio do ano – os dois outros atletas já rescindiram e encaminharam suas carreiras longe do tricolor.

Everton até voltou a jogar em alguns jogos sob comando de Felipão, mas, com Mancini, não atuou mais. Veja algumas críticas de torcedores do Grêmio ao atleta:

LEIA MAIS: