Home Futebol Gabigol comenta provocação de zagueiro do Atlético-MG ao Flamengo

Gabigol comenta provocação de zagueiro do Atlético-MG ao Flamengo

Alonso, do Atlético, provocou o Flamengo durante a festa do título brasileiro

Eder Bahúte
Eder Bahúte integra o time do Torcedores.com desde 2016. Na cobertura esportiva, atua como redator e tem como foco principal o futebol brasileiro, internacional e mídia esportiva. Diplomado pela Universidade Paulista, o profissional acumula experiência em radiojornalismo e mídia impressa, além de participação em eventos da Copa do Mundo e Paulistão.

O atacante do Flamengo, Gabigol, foi um dos convidados desta semana do podcast ‘Podpah’. Entre muitos assuntos abordados com o camisa 9 rubro-negro, foi inevitável não falar nas provocações que acontecem no mundo do futebol. Na visão do jogador, são situações que fazem parte e vê como saudáveis.

PUBLICIDADE

“A gente precisa entender isso. Eu perdi a final da Libertadores, Felipe Melo foi lá, ele é meu parceiro, falei com ele antes do jogo. Fez assim (gesto que Gabigol utiliza nas comemorações de gol) e tá tudo bem. O cara não está matando ninguém, não está xingando minha mãe, meu pai, não tá fazendo nada. Agora, depois que eu ganhar precisa aguentar. Aí quando eu zoar irão encher o saco’, disse.

Gabigol ainda lembrou de um caso recente após o título brasileiro do Atlético. Durante os festejos pelo bicampeonato, o zagueiro Junior Alonso provocou. “Chupa, Flamengo! Chupa!”, disse o defensor.

PUBLICIDADE

“Teve um cara do Atlético-MG que foi campeão agora, acho que o zagueiro. Mandou tomar no c…Flamengo. Junior Alonso, né? Do nada, vai tomar no c…Flamengo (risos). Os caras lá campeão. Aí, vai passar quatro ou cinco meses o Flamengo campeão e eu vou falar: ‘Vai tomar no c…Atlético’. Ah o Gabigol tem que ser preso. Eu não tenho nada contra os outros times, nada. Os caras são campeões, merecem também”, disse.

Multicampeão com o Flamengo, Gabigol e seus demais companheiros tropeçaram nos principais torneios deste ano. Além da Série A, conquistada pelo Galo, acabou sendo eliminado pelo Athletico Paranaense nas semifinais da Copa do Brasil, e ficou com o vice-campeonato da Libertadores da América.

Individualmente falando, Gabigol mais uma vez foi destaque. Com a camisa do Flamengo foram 45 partidas e 34 gols marcados.

LEIA TAMBÉM:

PUBLICIDADE
18+ | Jogue com responsabilidade | Aplicam-se os Termos e Condições | Conteúdo comercial