Torcedores – Notícias Esportivas

Goleiro Lucas França, do Cruzeiro, negocia com Santa Cruz para sair da reserva de Fábio

Empreitada do time de Pernambuco no mercado da bola estaria em estágio final, de acordo com jornal. Acordo deve ser feito nos próximos dias

Wemerson Ribeiro
Formado em Jornalismo pela Universidade Anhembi Morumbi, com passagem pelo Portal R7, como estagiário, na editoria de Esportes.

Crédito: Reprodução / Instagram @goleirolucasfranca

Ainda sem conseguir se firmar em um clube, o goleiro Lucas França está em negociação com o Santa Cruz para a disputa da Série D do Brasileirão em 2022. Atualmente, ele está na reserva do goleiro Fábio, ídolo do Cruzeiro, e chegou a tentar a vida no Guarani no meio da temporada, mas não teve sucesso.

Iate luxuoso de Michael Jordan é gigantesco e tem até quadra de basquete; veja

França está na Raposa desde janeiro de 2016 e só entrou em campo nas duas primeiras partidas da edição de 2021 da Série B do Campeonato Brasileiro. O saldo do guarda-redes de 25 anos nesses encontros foi de duas derrotas e seis gols tomados — na estreia, ele substituiu o Fábio, expulso, com 1×0 contra no placar.

De acordo com o ge, a negociação entre o atleta, o Cruzeiro e o Santa Cruz estaria bastante avançada e o anúncio do acerto pode sair nos próximos dias. O interesse do clube pernambucano em Lucas França surge no momento em que o goleiro Jordan encaminha sua ida ao Atlético-GO, que está na primeira divisão.

Ao mesmo tempo em que o time de Luxemburgo perde algumas peças, outras surgem para reforçar o elenco para 2022. Somente nesta semana, a Raposa confirmou o acordo com Edu, artilheiro da Série B pelo Brusque, o meia João Paulo, ex-Atlético-GO, além de outros quatro nomes.

Veja mais:

Jogador do Benfica faz golaço ‘de costas’ no futsal; assista

Lula elogia Casagrande e explica torcida: ‘Corinthians é um estado de espírito’

Jogador do Aston Villa bate carro de R$ 1,1 mi em escola na Inglaterra

Cerro Porteño envia representante ao Brasil para tentar negociação com Marcelo Moreno, do Cruzeiro

Cruzeiro quita parte das dívidas com receitas adiantadas de 2022