Torcedores – Notícias Esportivas

Aaron Rodgers avaliará futuro até o começo do período de free agency e dá recado ao Packers: “Não quero participar de uma reconstrução”

Quarterback titular do Green Bay Packers, Aaron Rodgers pontuou que, caso siga jogando, quer seguir lutando por títulos; nem uma outra franquia foi citada

Willian Ferreira
Colaborador do Torcedores.com e contador de histórias do esporte.

Crédito: Twitter/Divulgação

Melhor time da NFC na temporada 2021 da National Football League (NFL), o Green Bay Packers foi eliminado da competição no último sábado (22). Em pleno Lambeau Field, a equipe perdeu por 13×10 para o San Francisco 49ers. A peleja, realizada no Divisional Round (primeira rodada dos playoffs que a equipe participou), mexeu com a cabeça de Aaron Rodgers. O quarterback da franquia de Wisconsin mostrou evasivo na entrevista coletiva após a peleja.

Na ocasião, o atleta foi perguntado sobre o futuro. O próprio jogador não soube responder com assertividade. “Vou tomar um tempo e conversar com a galera aqui, depois dar mais um tempo. E, então, tomar minha decisão antes da free agency”, comentou Aaron Rodgers.

Muito se especula sobre o futuro do jogador. Desde quando Jordan Love foi draftado, há notícias de rusgas entre o atleta e a diretoria do Packers. Ele, entretanto, destacou que a saída não é algo certo. “Há muitas decisões a serem feitas. Há muitos jogadores sem futuro definido. E vai ser interessante ver quais serão algumas dessas definições”, pontuou Aaron Rodgers.

Recado

Outra hipótese muito falada para o jogador é a aposentadoria. Com 38 anos completos no último dia 02 de dezembro, ele mesmo alimentou os boatos de quem imagina que ele pode se retirar. E, em outro momento, ele deixou claro que quer buscar mais títulos. “Se for para eu seguir jogando, não quero participar de uma reconstrução”, finalizou Aaron Rodgers.

LEIA MAIS
Equipe da NBA vê novo filme da saga Star Wars em shopping que era alvo de tiroteio
Terra plana: conheça as estrelas da NBA que acreditam na teoria
Craque do Golden State Warriors faz cirurgia e volta à NBA apenas em 2020, afirma empresário do jogador