Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Governo francês anuncia que Djokovic só joga Roland Garros vacinado

Tenista sérvio chegou a ir para a Austrália, mas não pode disputar o primeiro Grand Slam do ano

Gabriel Rezende
Colaborador do Torcedores

Crédito: Imagem: Reuters

O governo francês determinou que todos os tenistas terão de estar vacinados para disputar o Roland Garros. Assim, Novak Djokovic pode ficar de fora de mais um Grand Slam, já que o atleta ficou de fora do Australian Open por não estar imunizado.

“O certificado de vacinação foi adotado. Assim que a lei for promulgada, será obrigatório apresentá-lo para entrar em locais públicos já sujeitos ao passe (estádio ou teatro) e valerá para todos os espectadores, atletas e funcionários franceses ou estrangeiros”, declarou a Ministra de Esportes da França, Roxana Maracineanu.

Dessa forma, Djokovic, número um do mundo no tênis, pode ficar de fora do Grand Slam francês. Roland Garros está previsto para começar no dia 22 de maio.

“Agora, ainda que haja uma preocupação, Roland Garros é em maio. A situação pode mudar até lá e nós esperamos que seja mais favorável. Então, vamos ver. Mas claramente não haverá exceção”, completou o Ministério.

O sérvio não irá disputar o Australian Open depois de ter sido deportado pelo governo australiano. O tenista não justificou o fato de não ter se vacinado contra o Covid-19. Além disso, a Corte Federal Australiana, recusou um recurso para impedir a anulação do visto de entrada de Djokovic no país.

LEIA MAIS

Saída? Agente de Bruno Henrique aborda futuro do atacante do Flamengo

Santos: Herói da Copinha ‘repete’ Marinho ao esquecer de suspensão

Diego Costa no Corinthians, Jailson na Série A, debandada no Flamengo, 9 do Palmeiras e mas: as últimas do mercado da bola

Mercado da bola: Chapéu? Dirigente do Corinthians abre o jogo sobre a contratação de Alario

Após saída do Cruzeiro, Fábio entra na mira de clube do Brasileirão

Corinthians? Diego Costa se despede do Atlético-MG e assim, fica livre perto de definir futuro

Matheus Cavichioli se pronuncia após ter problema no coração descoberto

Palmeiras define estratégia para não perder Endrick para clubes europeus