Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Lesões, poucos jogos e coronavírus: o que a última temporada mostrou de Diego Godín, do Atlético-MG

Diego Godín acertou contrato até o fim da atual temporada com o Atlético-MG

Wilson Pimentel
Jornalista esportivo desde 1998. Cobriu os principais eventos esportivos da última década. Passou pelas redações do SBT, Record TV, CNT, Esporte Interativo, Rádio Tupi, Rádio Brasil e Rádio Manchete. É correspondente de veículos de comunicação da Colômbia, Croácia, Paraguai e Portugal. Está no Torcedores.com desde 2019.

Crédito: Divulgação/ AUF

Aos 35 anos, sendo 14 deles atuando no futebol europeu, Diego Godín foi contratado para reforçar o sistema defensivo do Atlético-MG O capitão da seleção uruguaia chega ao clube com status de grande líder e candidato a ídolo. E dentro das quatro linhas?

Diego Godín é a solução encontrada pelo Atlético-MG para a zaga. A diretoria entende que o uruguaio tem o perfil ideal para substituir Junior Alonso. Afinal, o paraguaio foi negociado por 8 milhões de euros (R$ 50,6 milhões, pela cotação atual) com o Krasnodar, da Rússia.

Temporada ruim na Itália

Entretanto, os números recentes de Diego Godín não são nada empolgantes. Nesta temporada pelo Cagliari, disputou apenas 12 partidas, sendo 11 no Campeonato Italiano e uma na Copa da Itália. Nesse ínterim, totalizou 897 minutos em campo.

Além disso, o zagueiro sofreu lesões importantes desde que foi contratado pelo Cagliari. Em junho de 2020, por exemplo, sofreu estiramento no músculo adutor da coxa esquerda poucos dias depois de ser anunciado como reforço pelo clube da Sardegna.

Posteriormente, o uruguaio apresentou desgaste muscular ao longo da primeira temporada pelo Cagliari. Além disso, teve um estiramento nos tendões do joelho direito o que lhe rendeu 30 dias de inatividade, sendo 20 no departamento médico e 10 na preparação física.

Após entrar em rota de colisão com a diretoria do Cagliari devido aos maus resultados do time no Campeonato Italiano, ele decidiu rescindir seu contrato com o time comandando por Walter Mazzarri.

Em novembro de 2020, Diego Godín testou positivo para Covid-19. Dessa forma, ele teve de cumprir isolamento social em casa a fim de não contaminar seus companheiros de clube. Nesse ínterim, ficou 28 dias inativo e, por causa do vírus, perdeu oito jogos na temporada.

Técnico elogia Diego Godín

Apesar dos números ruins, Diego Godín recebeu elogios de Walter Mazzarri, técnico do Cagliari, pelo empenho nos treinos, preocupação com os mais jovens, cuidados com a forma física e com a liderança dentro e fora de campo.

“Antes de mais nada, acompanhei toda a trajetória dele aqui na Europa. Ele sempre foi um jogador técnico e de muita imposição física. Na temporada passada, por exemplo, tentei leva-lo para o Torino após seu desligamento da Internazionale. No entanto, ele optou pelo projeto do Cagliari”, revelou o treinador para depois prosseguir sobre o comportamento do uruguaio no dia a dia.

“Fui conhece-lo quando cheguei aqui no clube. Ele é um dos jogadores mais profissionais com quem trabalhei em toda minha carreira. Ele chega ao centro de treinamentos, no mínimo, duas horas antes das atividades. Gosta de ter acesso ao plano de treinos, conversa com médicos, fisioterapeutas e nutricionistas todos os dias. E ainda encontra tempo para acompanhar aos treinos das categorias de base. É uma referência dentro e fora de campo”, disse o técnico ao Torcedores.com através da assessoria de imprensa do Cagliari.

LEIA MAIS:

Diego Godín treina no CT da seleção uruguaia antes de se apresentar ao Atlético-MG 

Antonio Mohamed no Atlético-MG: Quem é o empresário que negocia as exigências do técnico com o Galo  

Atlético-MG recusa proposta da Fiorentina e estabelece valor para vender Nathan Silva   

Por que Otávio foi afastado do Bordeaux? Entenda a polêmica envolvendo o futuro jogador do Atlético-MG  

Douglas Costa pede desculpas à torcida do Grêmio, reconhece erros e comunica decisão sobre o futuro  

Corinthians tem centroavante ‘plano B’ caso não chegue a acerto com Diego Costa  

Flamengo: Paulo Sousa promove “reunião particular” com Gabigol, Bruno Henrique e Pedro  

Botafogo já sabe o que fazer com parte do investimento de John Textor na SAF; confira