Torcedores – Notícias Esportivas

Santos x Delfin: entenda por que jogo da Libertadores terá portões fechados

Clube cumpre punição por confusão contra Independiente-ARG na Copa Libertadores de 2018

Erick Viana
Colaborador do Torcedores.com.

Crédito: Santos/Divulgação

O Santos não poderá receber seu torcedor na primeira partida em casa desta edição da Libertadores. Isso se dá por conta de confusão contra o Independiente-ARG pelas oitavas de final da Libertadores de 2018, no Pacaembu.

Você conhece o canal do Torcedores no YouTube? Clique e se inscreva!
Siga o Torcedores também no Instagram

O clube alvinegro perdeu a partida de ida na Argentina pelo placar de 3 a 0, e precisava reverter em casa. No entanto, aos 37 minutos do segundo tempo, o jogo seguia 0 a 0 e os torcedores santistas começaram a jogar bombas no banco de reservas da equipe argentina.

O tumulto só piorou. Com a partida paralisada pelo árbitro, torcedores do Santos começaram a dar chutes, pontapés e pancadas nas grades de acesso ao campo. Em seguida, aconteceu uma invasão santista ao gramado, ocasionando uma das maiores confusões dentro de estádio no Brasil.

O tumulto dentro das quatro linhas contou com Cuca, então técnico do clube, ajudando um torcedor do Santos, protegendo-o de policiais. Por falta de segurança, o juiz da partida encerrou o jogo e o time paulista foi eliminado.

A punição dada pela Conmebol ao Santos foi de dois jogos em torneios da entidade com portões fechados; ou seja, sem torcida. Além disso, o clube foi multado em 100 mil dólares, cerca de 420 mil reais na cotação da época.

Acontece que das duas partidas de punição sem torcida, o Santos só conseguiu cumprir uma em 2019. O clube disputou a Copa Sul-americana, e foi eliminado de cara para o River Plate-URU. A ida no Uruguai terminou 0 a 0, já em São Paulo, foi 1 a 1, e o Peixe acabou eliminado pelo critério do gol qualificado, e só agora vai poder cumprir o último jogo de punição.

Após a partida contra o Mirassol no último fim de semana, o lateral Pará falou sobre o assunto. Vejas as aspas:

É um pouco estranho, mas não é uma novidade para mim. Vinha comentando que joguei pelo Flamengo contra o River Plate no Engenhão sem torcida. É um jogo atípico, a gente gosta de ver o torcedor, aqui na Vila a gente é forte, a torcida vem em peso e incentiva do começo ao fim

O jogador do Santos também disse que o assunto não cabe a ele, e que o fato de a torcida não estar no estádio deve ser ignorado pelo elenco.

Mas não cabe a mim falar de portão fechado, temos que entrar em campo como se nosso estádio estivesse lotado, com a torcida nos incentivando e empurrando para fazermos outro grande jogo

O jogo do Santos contra o Delfin-EQU acontece nesta terça (10), às 19h15 (Horário de Brasília), no Estádio Urbano Caldeira, popularmente conhecido como Vila Belmiro, em partida válida pela segunda rodada da fase de grupos da Copa Libertadores 2020.

LEIA MAIS:

Jornalista paraguaio divulga primeira foto de Ronaldinho na prisão

Neto pede para Galvão Bueno narrar Copa do Qatar: “Para depois de 2022”

Gordo? Jornal francês diz que PSG precisa negar que Neymar esteja acima do peso

Jornal espanhol “escala” Real Madrid do futuro com Mbappé e Haaland

Seleção pode desfalcar São Paulo na rodada final do Paulistão

Real Madrid quer Haaland para substituir Cristiano Ronaldo

Pai e empresário de Haaland não descarta que o jogador possa atuar no futebol espanhol

Ex-treinador do Barcelona rasga elogios a Lionel Messi

Renovação de Ter Stegen é prioridade no Barcelona, diz site