Atlético-MG: Mattos fala sobre reforços e não descarta venda de meia

Apesar da pausa pelo coronavírus, Atlético mapeia na medida do possível eventuais contratações

Eder Bahúte
Colaborador do Torcedores.com.

Crédito: Bruno Cantini

Com o intuito de disputar o título do Campeonato Brasileiro, o Atlético-MG promete reforçar o elenco para a sequência da temporada. Recentemente, o presidente Sérgio Sette Câmara falou sobre algumas posições que o clube entende serem necessárias.

Conheça a 1xBet:

Um novo jeito de fazer sua aposta esportiva!

Você conhece o canal do Torcedores no Youtube? Clique e se inscreva!
Siga o Torcedores também no Instagram

O atacante Róger Guedes, que de fato era um desejo do Atlético em razão do cenário ruim que a China tinha com o coronavírus, agora tudo mudou. Com a pandemia no Brasil, as conversas estacionaram e o discurso já é de pessimismo.

Na defesa, o nome de Lucas Veríssimo, do Santos e que trabalhou com Jorge Sampaoli foi bastante cogitado. Além dele, Benjamín Kuscevic, da Universidad Católica é mais um ganhou os noticiários do time mineiro. Em entrevista à Rádio Itatiaia, o diretor de futebol Alexandre Mattos deu um panorama sobre o tema.

“Quando sai um zagueiro, que é o caso do Maidana ou um atleta de outro setor é natural que venha um substituto. Sobre nomes, se eu falar aqui que eu quero mesmo o Veríssimo, o Santos lá que já tem uma ideia vai pedir outra coisa. O momento é difícil, o Veríssimo está jogando uma Libertadores, Paulista, então precisamos ser criativos e entender até onde buscar estes jogadores”, disse.

“A maior contratação que o Atlético pode ter será feita pelo nosso treinador. No Santos, havia muitos jogadores que estavam lá, ele conseguiu colocar um coletivo muito forte dentro de campo e isso proporcionou resultados e a valorização do grupo. A maior contratação no momento é dar tempo a nosso treinador para que ele faça isso no Atlético também”, completa.

Novela Cazares

O vínculo atual de Cazares é válido até o final desta temporada, o que viabiliza o equatoriano assinar com outra equipe há seis meses do fim. Mattos tentará buscar alternativas, seja com uma renovação ou a venda para amenizar o prejuízo.

“Todo mundo sabe a qualidade técnica dele. Quando está forma e com a cabeça boa ele pode fazer a diferença. Tive um contato muito superficial com ele por dois dias antes da parada. Vamos ver como será o dia a dia dele com o Sampaoli, precisamos definir se se irá renovar ou fazer algum negócio para que o Atlético não perca uma totalidade. Estamos discutindo com seus representantes, mas com o momento atual fica complicado”, concluiu.

LEIA MAIS: