Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Mercado da Bola: Goleiro brasileiro na lista de reforços de clube europeu

Com o fim da temporada na Europa, clubes mapeiam aquisições no mercado da bola

Eder Bahúte
Jornalista e assessor de imprensa.

Crédito: Divulgacao/Sporting

Após conquistar o campeonato português, o Sporting já possui uma lista de possíveis contratações para a próxima temporada. Para a posição de guarda redes, o brasileiro Samuel Portugal, destaque na campanha do Portimonense no último nacional, é um dos cogitados da equipe comandada por Rúben Amorim.

Segundo informações do jornal “A Bola“, Samuel é apontado como um dos eventuais substitutos de Luís Maximiliano. Formado no próprio Sporting, o jovem de 22 anos perdeu o status de titular dos leões verdes para Adán. Ele, inclusive, passou a despertar o interesse de outros clubes europeus, como a Udinese-ITA.

Mercado da Bola goleiro

Ao todo, Samuel disputou 30 jogos pela equipe de Portimão na temporada, sua primeira como titular efetivo do clube, que conseguiu garantir a permanência na próxima edição da Liga NOS.

“Foi necessária alguma paciência pois estava há ano e meio no clube a aguardar por uma oportunidade na equipa principal. Foi muito importante para mim atuar regularmente numa das principais ligas da Europa, muito competitiva, contando com o apoio da equipa técnica, dos colegas e da administração”, disse Samuel.

Veja também: Mercado da Bola: Lateral é oferecido ao Flamengo; veja lances do jogador

O Portimonense fechou o Português em 14º lugar, com 35 pontos, conseguindo permanecer na primeira divisão do futebol local.

“Faço um balanço de todo positivo. Fiz muitos jogos, praticamente todos, aprendi e evoluí bastante, e a equipa garantiu a permanência, que era o nosso objetivo. Agora, é aproveitar para descansar e recuperar”.

Apesar de algumas sondagens no mercado da bola, Samuel garante não ter recebido nenhuma proposta oficial.

“A mim, nada chegou. Fico feliz ao ver o seu trabalho recompensado, mas o futuro fica nas mãos de Deus. E sei que os dirigentes vão decidir o que é melhor. Sinto-me bem no clube, tenho contrato até 2025 e quero continuar a evoluir”, concluiu.

LEIA MAIS: