Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Seleção brasileira de Flag Football intensifica preparação para o Mundial em Israel

Confirmadas no Mundial Flag Football World Championship – FFWC, que será realizado em dezembro, em Israel, as seleções masculina e feminina intensificaram a preparação

Danilo Lacalle
Jornalista de formação, e atleta por opção. Especialista em esportes americanos e apaixonado por esportes radicais.

Crédito: Caio Souza / CBFA

A Seleção Masculina de Flag Football vai disputar o campeonato mundial pela primeira vez na história e, no fim de julho, realizou um Training Camp, em São Paulo, para intensificar a preparação para o torneio, que vai acontecer em Israel.

“Todos os atletas, comissão técnica e staffs tinham como obrigação fazer teste de Covid antes do Training Camp, e os jogadores foram divididos em pequenas bolhas de até 4 atletas por acomodação, seja casa ou hotel”, explicou Fernando Domiciano, preparador físico da seleção brasileira masculina. “Todos foram orientados para não ir a bares, restaurantes ou shopping até o final do camp, e monitoramos todos os participantes por 14 dias após o evento, para ter certeza que não houve contágio.” – completou.

Um novo Training Camp da seleção masculina será realizado no último fim de semana de agosto, em São Paulo.

Já a Seleção Feminina, que vai disputar pela quinta vez o mundial da modalidade, terá seus primeiros treinos presenciais em Piedade, no interior de São Paulo, entre os dias 3 e 5 de setembro.

“Estamos ansiosas para retornar aos campos, já que desde o início da pandemia nossos preparativos estão sendo feitos de maneira remota, tanto na parte técnica quanto tática. Vamos seguir todos os protocolos necessários para prevenção de COVID-19 e ficaremos em uma bolha, semelhante a que foi realizada em algumas modalidades como a NBA”, explicou Victoria Guglielmo, Head Coach da seleção brasileira feminina de Flag Football. “Os treinos presenciais serão importantes para a definição da lista de convocadas para o mundial, e teremos pouco tempo para isso, já que a competição será realizada em dezembro. A expectativa é alta, e não tem como ser diferente diante de todo o cenário.”

Dan Müller, atual Diretor de Esportes da Confederação Brasileira de Futebol Americano (CBFA) e Head Coach da seleção masculina, vai acompanhar todos os preparativos das duas seleções para a competição, de perto, e espera conseguir montar uma equipe competitiva.

“Finalmente voltamos aos treinamentos em campo. Agora, temos 4 meses para decidir o elenco final, melhorar a parte física, aprimorar o entrosamento e chegar em Israel com um time competitivo”, revelou Dan Müller.

O Mundial de Flag será realizado no Kraft Family Sports Campus, do proprietário do New England Patriots, Robert Kraft. O local, que é uma referência na modalidade, vai sediar a participação de 42 seleções nacionais em busca do título mundial. Além disso, a competição dará 8 vagas para os Jogos Mundiais (The World Games), que vai acontecer em Birmingham, Alabama (EUA), em julho de 2022.

 

LEIA TAMBÉM

NFL: fã aposta que New York Jets vai chegar ao Super Bowl e pode ganhar quantia impressionante

Futebol Americano: ex-Spartans e Santos, Amilcar Neto é contratado pelo T-Rex

NFL: “Não posso ter medo de cometer erros”, diz Zach Wilson

Brasileirão: veja 11 técnicos livres no Mercado da Bola com passagens por clubes do torneio

Dudu manda recado para Denilson após classificação do Palmeiras

Ex-presidente do Palmeiras provoca São Paulo após classificação na Libertadores

Mercado da bola: Braz confirma tratativas do Flamengo por meia e deixa torcida otimista