Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Corinthians: Mesmo sendo um dos clubes com maior receita, time não consegue reduzir sua dívida total

Corinthians acumulou uma receita superior a R$ 6.7 bilhões nos últimos anos, mas dívida segue aumentando anualmente

Flavio Souza
Desde 2006 escrevo sobre esportes em geral e participo do site Torcedores.com desde dezembro de 2018, onde exerço função de Colaborador Sênior.Atualmente meu foco é no futebol brasileiro e internacional, mas procuro falar sobre outras modalidades, como esportes olímpicos, por exemplo.Procuro trazer informações relevantes sobre os clubes fora de campo, como entrevistas, análises financeiras, desempenho das equipes em redes sociais e análises táticas.

Crédito: Divulgação / Corinthians

Quando assumiu a presidência do Corinthians, Duilio Monteiro Alves encontrou o clube com um cenário financeiro bem complicado. Isso porque a dívida atual do Timão se aproximava de R$ 1 bilhão. Não por acaso, o primeiro semestre de 2021 foi de contenção de despesas, sem contratações e buscando a venda / empréstimos de jogadores.

Mas no segundo semestre reforços chegaram e levantaram questionamentos se Duilio realmente está trabalhando para reduzir os débitos do Corinthians. A grande questão é de que com uma receita considerável, o clube paulista mostra problemas para amenizar sua dívida.

 

Conforme estudo realizado pela empresa Sports Value, o Corinthians arrecadou um total de R$ 6.766 bilhões entre 2003 e 2020. Mas no mesmo período, os gastos com futebol representaram um total de R$ 5.361 bilhões. Dessa forma, a dívida que em 2004 era de R$ 157 milhões saltou para R$ 949 milhões em 2020.

Crescimento da receita do Corinthians

Atualmente, a equipe paulista é a terceira do Brasil em termos de receitas acumuladas. E um fato que não pode ser ignorado diz respeito ao salto que aconteceu no clube após a chegada de Ronaldo Fenômeno.

Em 2008, no ano que em que disputou a Série B, o clube teve uma receita de R$ 240 milhões. Já no ano seguinte, o valor foi de R$ 336 milhões.  Nos anos seguintes, o Corinthians liderou o ranking de receitas, batendo um faturamento de R$ 556 milhões em 2012, ano do título inédito da Libertadores e do segundo Mundial de Clubes.

Posteriormente, o clube seguiu se destacando em termos de faturamento, chegando ao valor recorde de R$ 597 milhões em 2016, logo após a conquista de mais um título do Brasileirão.

Gastos com futebol impactam redução da dívida

As receitas são significativas, mas as despesas acabam influenciando na situação financeira do clube. Nos últimos três anos (2018, 2019 e 2020), o Corinthians teve gastos superiores a R$ 400 milhões, com equipes que contavam com diversos reforços questionáveis.

Além disso, é importante lembrar que nem sempre as receitas com futebol são direcionadas para bancar os custos do departamento. Gastos com outros esportes e na parte social acabam entrando nessa conta. Dessa forma fica fácil entender por que a diretoria busca por alternativas de receitas e novos patrocinadores.

Um exemplo claro é o futebol feminino. Por conta do destaque da categoria, o Timão vem mantendo jogadoras de nível de seleção brasileira e conseguindo patrocinadores específicos para a modalidade.

A médio e longo prazo, essa tática pode fazer a diferença em relação a saúde financeira do clube.

Possível impacto das contratações do Corinthians em 2021 no futuro

A torcida celebrou as chegadas de Giuliano, Renato Augusto, Willian e Róger Guedes. Mas todos chegaram com altos salários, apesar de estar dentro do previsto em termos da folha salarial, conforme informou a diretoria do clube.

A aposta pode dar muito resultado. Basta lembrar o faturamento que o clube teve após conquistas de títulos, tanto pela premiação como pela venda de jogadores de destaque. Por outro lado, a ausência de títulos pode fazer com que a dívida aumente de forma consideravelmente, puxada principalmente pela folha de pagamento dos atletas.

LEIA TAMBÉM:

Marcos não perdoa eliminação do São Paulo na Copa do Brasil e “quebra” a internet
Sem clube, Rogério Ceni recebe sondagens, mas tem preferência no mercado
Ex-Santos e alvo do Palmeiras, Soteldo está frustrado na MLS e pode voltar ao futebol brasileiro
Torcedores do Flamengo xingam Rafinha e lateral responde “mostrando” títulos pelo clube; assista
Corinthians define jogadores com potencial de venda e pode ter lucro milionário
Pandemia causou uma queda de quase 25% das receitas dos principais clubes do Brasil
Jorge Jesus no Corinthians? Técnico possui multa astronômica; veja valores
Corinthians, São Paulo, Palmeiras e Flamengo, juntos, gastaram quase R$ 20 bilhões com futebol nos últimos 18 anos

As melhores notícias de esportes, direto para você