Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

África do Sul desiste e sede do Mundial de clubes segue indefinida para Flamengo ou Palmeiras

Decisão foi tomada devido à baixa porcentagem da população vacinada no país africano. Competição internacional deve ficar nos Emirados Árabes

Wemerson Ribeiro
Formado em Jornalismo pela Universidade Anhembi Morumbi, com passagem pelo Portal R7, como estagiário, na editoria de Esportes.

Crédito: Reprodução / Twitter @Palmeiras e @Flamengo

A África do Sul foi mais um país a desistir de sediar o Mundial de Clubes deste ano para priorizar os cuidados contra o Covid-19. Com isso, a competição internacional que acontece anualmente desde 2005 deve retornar para os Emirados Árabes Unidos.

Neymar, Mbappé e Hamilton se encontraram em festa de modelo antes de derrota do PSG

Atualmente, apenas 15% da população do país que recebeu a Copa do Mundo de 2010 está imunizada e este seria o fator preponderante na decisão tomada, nesta segunda-feira (4). O número baixo de vacinação também não agrada a Fifa, uma vez que não seria possível colocar públicos nos estádios e tornaria inviável o turismo de estrangeiros.

Antes dos sul-africanos, o Japão já havia declinado sua participação no Mundial de Clubes depois de avaliar que teria prejuízos pela ausência de torcedores nas partidas. O país sediou a última edição das Olimpíadas e Paralimpíadas, ambas sem fãs nas arquibancadas e com protestos da população.

Caso seja confirmada a sede nos Emirados Árabes, esta será a quinta vez que os estádios do Oriente Médio recebem a competição de clubes. A dupla gaúcha Internacional e Grêmio viajou para o país em 2010 e 2017, respectivamente.

Flamengo e Palmeiras decidem quem fica com o título da Libertadores no dia 27 de novembro e, consequentemente, com a vaga no Mundial de Clubes. A final da competição da Conmebol será jogada em partida única, prevista para acontecer em Montevidéu, no Uruguai.

Veja mais: